quarta-feira, 3 de maio de 2017

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 784

Arte de capa por Stuart Immonen

Arte de capa por Kalman Andrasofszky

Capa de John Power Severin sobre arte de Frank Giacoia

Arte de capa por John Tyler Christopher

Arte de capa por Steve McNiven

Arte de capa por Adam Hughes

Arte de capa por Julian Totino Tedesco
- Captain America n° 25 (Dezembro de 2014)

* História escrita por Rick Remender, desenhada por Carlos Pacheco e Stuart Immonen, arte finalizada por Mariano Taibo e Wade Von Grawbadger, colorizada por Veronica Gandini, Marte Gracia e Dean V. White, editada originalmente por Tom Brevoort.

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Vingadores: Os Heróis Mais Poderosos da Terra 9, letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Fernando Lopes e Jotapê Martins e editado por Rodrigo Guerrino.


Diante da enorme explosão que envolve os céus de Nova York (e também o Falcão, que levava a bomba), Steve se lembra da primeira vez que ele encontrou Sam Wilson. Ele estava ajudando um grupo de aldeões subjugados a enfrentar o Caveira Vermelha. E mesmo depois de sua chegada, insistia em ajudá-los a lutar. Ele estava acostumado a lutar. Sam havia passado por terríveis adversidades. Perdera os pais para a violência em sua juventude. Criou o irmão e a irmã. Os apoiou. Sem jamais sucumbir à amargura. Utilizou os ensinamentos de seus pais, um ministro e uma organizadora comunitária, como padrão de vida. Em um mundo que só lhe mostrou a dor e o sofrimento... Sam Wilson continuamente se manteve firme. Dando tudo de si para tentar remodelar o mundo naquele com que o seu pai sonhara. Ele se dedicou a servir os necessitados. Como o Falcão, ele lutou ao lado do Capitão América... na linha de frente... por todos esses anos. Sem martelo encantado. Sem soro do supersoldado. Apenas um homem. Um homem dedicado a mostrar do que uma pessoa é capaz, após uma vida inteira de infortúnios. Sam Wilson sempre foi um herói. Hoje ele se tornou algo mais.

O corpo inerte e fumegante do Falcão cai dos céus. O Homem de Ferro intercepta a queda. Mas Sam está imóvel. Em uma aeronave dos Vingadores, Steve chega ao parque onde os heróis se reúnem em torno do corpo do Falcão. Ele reencontra Sharon. Lágrimas escorrem do rosto dela quando ele a abraça. Um misto de saudade, alívio... e pesar. Steve entende o sacrifício do Falcão. Era da natureza dele.

De repente, para a surpresa de todos, Sam começa a falar! Ele escutou os elogios que recebeu. Apesar de fraco pelo impacto da bomba, explica que teve a ideia de pedir para Tony Stark lhe fazer um par de asas de vibranium após as suas terem sido fritadas por Gungnir. O que meio que foi uma premeditação que levou as asas a absorverem a maior parte da explosão. Todos estão aliviados. Sam, no entanto, precisa de cuidados médicos. Azeviche aparece e o abraça. Apesar do clima romântico, Sharon franze a testa para Azeviche e ordena que ela seja presa. Steve, que também não entende a atitude, tenta explicar que a garota os ajudou. Sharon, no entanto, rebate dizendo que ela estava servindo de espiã de Zola. O que explica como Zola conseguiu DNA dos Vingadores para fazer sua versão distorcida dos heróis, além de saber o momento em que Steve estaria mais fraco, abrindo caminho para seu ataque. Além do que, Zola, que estava com ela, fugiu. E, ao contrário de ser apenas uma desconfiança, Sharon afirma que ouviu Zola tramar com Azeviche, sua filha, sobre todos os passos da invasão.

Steve pede calma a Azeviche. A intenção é esclarecer tudo aquilo. Porém, por precaução... ele ordena que ela largue seu bastão de batalha... e seja detida. Indignada, a garota foge. Por um instante, ela dá razão a tudo que seu pai disse sobre os heróis da Terra. Ela corre para a Torre Zola, seguida por Ian. Ela consegue derrubá-lo, entrar na torre... e partir com seu pai.

Uma semana depois...

Steve recebe todos os Vingadores, ativos e reservas, na Mansão dos Vingadores. Gavião Arqueiro brinca sobre estar perdendo seu precioso tempo e espera que as notícias sejam importantes. Steve retruca perguntando se um dos vilões classe "B" do Gavião retornou. O clima é de descontração. Steve começa explicando que envelheceu devido ao soro do supersoldado ter sido retirado de seu organismo e que agora ele não pode mais ser o Capitão América... e brinca dizendo assumir uma identidade secreta mais... geriátrica. Ninguém ri da piada. Um misto de surpresa pelo sempre sério Steve Rogers estar tentando ser engraçado e... bem... ninguém achou muita graça mesmo. Voltando a seriedade, Steve explica que ele realmente não pode mais voltar ao campo de batalha ou a seu uniforme. Mas ainda pode liderar e planejar. Uma vez Vingador, sempre Vingador.

Ao contrário do que os heróis imaginam, e demonstram através de algumas caras tristes, não se trata exatamente de uma despedida. Steve, na verdade, está fazendo da Mansão dos Vingadores sua estação de comando. Ele e Sharon oferecerão apoio tático e orquestrarão missões. Ele será como um operador das missões, fazendo o melhor que puder para mantê-los a salvo enquanto fazem o que fazem melhor. Ele deixa claro que não se trata de uma ocasião solene, mas de alegria. A principal intenção da reunião é apresentar-lhes seu substituto... alguém que ele ama com todo o seu coração. É então que ele lhes apresenta o novo Capitão América: Sam Wilson!

O novo uniforme de Sam chama a atenção. Uma mistura das cores do uniforme do Capitão América com o de sua persona como Falcão. Ainda assim, falta um detalhe importante. Steve lhe entrega... seu escudo. Agradecido e honrado, Sam não está acostumado com discursos. É então que ele diz as palavras que todos querem ouvir:

Avante, Vingadores!

A+:

* A reunião descontraída dos Vingadores na Mansão lembra muito as reuniões que os heróis faziam nos anos 70 e 80, sempre sinal de que algo importante ia acontecer ou mesmo que novos membros seriam oficializados.

* Quando essa edição foi publicada, já não era mais tanta surpresa quem seria o novo Capitão América. Efeitos de uma era de informação global. Mas isso não foi tratado como um problema e até mesmo é ironizado pelo próprio Sam Wilson quando ele é anunciado e complementa aos seus colegas de equipe que não é surpresa pra ninguém... o que inclui os leitores.

* Há, no título, também uma transição da equipe, já que algumas páginas foram desenhadas por Stuart Immonen, que será responsável pela arte da nova revista do Capitão América Sam Wilson.


Visite a Sala de Perigo, a Loja Oficial do blog Âmago:
www.saladeperigo.com.br