domingo, 26 de março de 2017

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 780

 
Arte de capa por Nic Klein
- Captain America n° 21 (Agosto de 2014)

* "The Iron Nail: Part 5" - História escrita por Rick Remender, desenhada por Nic Klein, colorizada por Dean White, editada originalmente por Tom Brevoort.
"O Prego de Ferro - Parte 5" - Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América & Gavião Arqueiro n° 19, letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Fernando Lopes e Jotapê Martins e editado por Rodrigo Guerrino.

Enquanto o Capitão América luta com o Prego de Ferro, o enorme Gungnir devasta o Nrosvequistão. Uma forte rajada vinda do espaço (e acionada pela SHIELD) decepa o braço do gigante. Dentro dele, o impacto dá tempo para que Capitão América reaja contra seu inimigo e lance seu escudo em direção a uma estrutura metálica logo acima dele, prendendo-o nos escombros. Gungnir reage e destrói o satélite antes que sofra uma nova avaria.

Steve Rogers encontra Maria Hill recobrando a consciência e lhe pergunta como deter o Gungnir antes que ele devaste de vez o Nrovesquistão. Ela o orienta a destruir a fonte de energia da máquina... o núcleo de seu reator. O Capitão América parte para o nível do reator, mas sabe que terá uma longa conversa com Hill sobre a criação daquela arma.

No caminho para o reator, o Capitão se repreende por estar tão absorto em seus pensamentos referentes a Dimensão Z. Quase se culpa por aquilo, a criação do Gungnir, estar acontecendo bem embaixo de seu nariz. E, ironicamente, por estar tão absorto em seus pensamentos novamente, ele é interceptado pelo Prego de Ferro, que crava os espinhos que saem de seu peito em Steve. Com um golpe, o herói escapa dos tentáculos e continua sua busca. O Prego de Ferro utiliza os tentáculos para retirar as placas de aço da ponte que leva ao reator... mas o Capitão consegue saltar a tempo. É então que o vilão usa um truque novo, disparando dardos de sua carapaça, que atinge as costas de Steve, fazendo-o cair... na sala do próprio reator. Steve ouve os sons da batalha fora do gigante e agora não se importa qual sacrifício deva fazer para destruir o reator.

O Prego de Ferro entra na sala do reator e aperta os controles que fecham as comportas. Steve ouve a espada elétrica erguida pelo Gungnir chiar... pronta para dizimar aquela nação. Ele só tem alguns segundos. O vilão novamente crava seus tentáculos nas costas do herói. Ignorando a dor, ele tenta se reerguer... e lança seu escudo, que passa pela fresta, ricocheteia dentro do silo... e destrói o reator.

Steve cai com a explosão do reator... mas há algo mais. Quando o Prego de Ferro chega próximo a seu corpo... vê que Steve envelheceu diante de seus olhos. Pronto para dar o golpe de misericórdia no herói, ele é surpreendido por um golpe do Falcão.

Apesar de o Falcão golpear diversas vezes o Prego de Ferro, desorientando-o, ele nota que um escombro caiu sobre o agora envelhecido Steve Rogers. O Prego de Ferro aproveita a distração e se lança nas chamas do reator, com a intenção de que todos na sala morram. Com Steve em suas costas, o Falcão levanta voo e consegue sair do gigante. Steve ainda se preocupa com os agentes lá dentro, mas seu parceiro informa que foram evacuados.

Sendo atendido pelos médicos da SHIELD, Steve vê Maria Hill se aproximar. Mas agora não é hora para conversarem. Apesar de sentir o peso dos anos em seu corpo, pelo menos está aliviado pelo Gungnir, a superarma criada pela SHIELD, ter sido destruída.

A+:

* A publicação dessa história, no Brasil, se deu na edição 19 de Capitão América & Gavião Arqueiro (juntamente com a parte anterior) e meio que encerrou a revista. "Meio" porque ainda havia o desfecho das histórias do Gavião Arqueiro, que eram publicadas no mesmo título (daí o nome), que não findaram com essa edição. Com isso, foi publicado mais um número da revista cinco meses depois da 19, justamente para encerrar essa fase do Gavião.


Visite a Sala de Perigo, a Loja Oficial do blog Âmago:
www.saladeperigo.com.br

terça-feira, 21 de março de 2017

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 779

Arte de capa por Nic Klein
 - Captain America n° 20 (Julho de 2014)

* "The Iron Nail: Part 4" - História escrita por Rick Remender, desenhada por Nic Klein, colorizada por Dean White, editada originalmente por Tom Brevoort.

"O Prego de Ferro - Parte 4" - Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América & Gavião Arqueiro n° 19, letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Fernando Lopes e Jotapê Martins e editado por Rodrigo Guerrino.


A mãe de Steve Rogers o ensinou a sempre se reerguer. De qualquer forma. Por todos os anos de sofrimento que passaram. A Grande Depressão, sua doença, o alcoolismo e desemprego de seu pai... Ela nunca desistiu. Steve herdou sua tenacidade. Seu exemplo definiu sua vida.

Mas ele começou a questionar até isso. E se ela estivesse errada? E se sua escolha de continuar com seu pai e tentar consertar as coisas foi um erro irremediável? E se algumas guerras forem invencíveis? E se a melhor escolha não fosse se erguer... mas se afastar?

Steve não consegue mais. Está perdido. Seu coração continua nas montanhas laranja da Dimensão Z, com seu filho. Ele veste o uniforme, usa seu melhor sorriso... mas por dentro, está morrendo. Continua lutando, mas só por instinto. Porque é tudo o que sabe. Enfrentando uma maré interminável, quase nem fazendo mais diferença. Sua mãe, Sharon, Ian... os seus mais amados se foram. Como um homem pode lutar em uma guerra sem fim... sem ter uma família pra defender?

Em meio à escuridão, ele ouve alguém lhe falar para abrir os olhos. E ele o faz. Devagar. Com calma. Eles estão ali... sua família. Azeviche, Nick Fury Jr, Falcão, Bucky (agora conhecido como Soldado Invernal) e Maria Hill. Steve pergunta sobre o Gungnir, sobre o Dr. Bolha Mental, sobre o Prego de Ferro. Eles lhe informam que ele apagou durante a luta. Ele não se lembra de nada. Mas é atualizado que seus amigos ali presentes acabaram salvando o dia. Maria Hill admite que a SHIELD nunca deveria ter criado o Gungnir. O Prego de Ferro confessou ter controlado o Bazuca e destruído a agência central. O nome do Capitão América finalmente estava limpo.

Azeviche abre a janela do quarto onde Steve está repousando. Lá fora, nas ruas, há uma grande comemoração pela vitória do Capitão América. Ele agradece a Deus por tudo ter dado certo... em um momento em que chegou a perder a esperança.

Hank Pym e Bruce Banner entram no quarto. Após terem erradicado o vírus Zola do corpo de Steve, eles exploraram a Dimensão Z e encontraram algo... inesperado. Um garoto, Ian, que está do outro lado da porta e corre para abraçar o pai, que o recebe com lágrimas nos olhos. Bucky o informa que tem mais... Sharon! Ela o informa que saiu da Dimensão Z, mas estava em missão pelo mundo e não podia se revelar. Mas estão juntos agora.

Eles saem na sacada, onde a multidão espera ver seu herói. Sorridente... Steve acena para o povo nas ruas. Está tudo perfeito... Perfeito demais. Steve franze seu semblante, sobe na sacada e lembra-se de algo: Só há um jeito de sair da bolha. Ele salta para a morte.

...

Finalmente, ele se liberta da bolha do Dr. Bolha Mental. Sente alívio, seguido por uma decepção profunda e por fúria. Diante dele estão o vilão juntamente com seu parceiro, o Prego de Ferro. Steve agarra o Dr. Bolha Mental, mas este lhe mostra meia dúzia de agentes da SHIELD no lado de fora do aeroporta-aviões... saltando para a morta. O vilão ainda tem toda a tripulação sob seu controle... podendo-os matar quando quiser. O Prego de Ferro ordena que Steve siga para os controles da nave, para que seja filmado operando-a e fazendo com que o mundo pense que ele perdeu a cabeça.

Mas os vilões não contavam com algo. Azeviche surge do lado de foram com um aerocarro. Ela salvou os agentes que saltaram e colide com a sala de comando. O Doutor Bolha Mental ordena que Nick Fury Jr e Maria Hill saltem. O Capitão América ricocheteia seu escudo em direção ao vilão... amassando a válvula de sua cabeça de onde saem as bolhas de controle. Agora, o Doutor tem sua mente invadida por milhares de sonhos. Enlouquecido, ele corre pela janela da sala... saltando.

O Prego de Ferro traz Azeviche, desacordada após enfrentá-lo, e se dirige para o painel de controle. O mundo agora acredita que o Nvrosvequistão atacou a base da SHIELD em represália. E o vilão levou o enorme Gungnir para dizimar aquela nação, dando a entender que é por vingança da agência. Chegando ao pequeno país, o enorme porta aviões muda para sua forma final... de um enorme robô ao estilo dos Hibernantes que o Caveira Vermelha utilizou no passado.

Continua...

 Visite a Sala de Perigo, a Loja Oficial do blog Âmago:
www.saladeperigo.com.br

sexta-feira, 17 de março de 2017

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 778


Arte de capa por Nic Klein
Arte de capa por Frank Kozik
 - Captain America n° 19 (Maio de 2014)

* "The Iron Nail: Part 3" - História escrita por Rick Remender, desenhada por Nic Klein, colorizada por Dean White, editada originalmente por Tom Brevoort

"O Prego de Ferro - Parte 3" - Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América & Gavião Arqueiro n° 18, letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Fernando Lopes e Jotapê Martins e editado por Rodrigo Guerrino


O Capitão América orou por horas, pedindo pra estar errado. E seus instintos lhe diziam que era perda de tempo. Isso ele comprova quando vê vários caças e outros aeroporta-aviões da SHIELD, bombardeando o outro aeroporta-aviões que ele invadiu. Um aeroporta-aviões diferente de tudo o que ele havia visto até então. Ele já não havia gostado da postura de Maria Hill na central da agência. Ela estava hesitante, medindo palavras... Ele aprendeu seus trejeitos e sabia que ela estava mentindo, guardando o segredo daquela enorme nave. Mas agora não há tempo para pensar em quais são suas capacidades. A reação desesperada das outras naves em destruir aquela já diz muito do que ele gostaria de saber.

Logo, o Capitão América observa o enorme aeroporta-aviões reagir contra os ataques... derrubando os demais... tirando a vida de vários agentes. A sensação de impotência diante dessa situação, onde o herói não pôde salvar inocentes... apenas lhe dá a urgência em encontrar o responsável por isso.

Ele ficou muito deprimido nos primeiros dias quando voltou da Dimensão Z. Depois que se culpava, sempre se lembrava do rosto de seu filho e de sua noiva. Um homem comum teria desmoronado. Mas ele não é um homem comum. Ele é o Capitão América. Alguém que está preso a um padrão mais elevado. Independente de suas culpas ou perdas, ele sempre se ergue. Centenas de agentes da SHIELD mortos. Mortos porque ele deixou o Bazuca vivo. Agora, ele avança pelos corredores do aeroporta-aviões Gungnir, passando por diversos asseclas do homem responsável por tudo aquilo. Jet, afinal, tinha razão. Tudo estava em sua mente... mas não, dessa vez, não irá cometer o mesmo erro.

Ao chegar à sala de comando, o Capitão consegue atingir o Doutor Bolha Mental com seu escudo. E assim que sua arma volta para suas mãos, ele parte para atacar o inimigo oriental que parece ser o líder da operação. Mas é surpreendido por um golpe rápido e eficiente. Não o suficiente para nocauteá-lo, mas surpreende o fato de que seu oponente se mantém calmo e falando racionalmente. Investindo contra ele, ambos caem pela janela da sala até andar inferior. Mesmo recebendo todo o impacto da queda, seu inimigo ainda resiste. É então que, algo parece sair de seu peito, que agora se abre em um buraco faiscante. Algo que recobre seu corpo, dando-lhe a aparência de um dragão humanoide. De seu peito, ainda saem tentáculos com pontas afiadas. Ele chama a si mesmo de Prego de Ferro.

O Capitão América investe contra o monstro, que se defende com os tentáculos tentando atingi-lo, não conseguindo graças à defesa do escudo. E mesmo com o escudo os cortando, parecem nascer mais do peito da criatura. O Prego de Ferro o provoca lembrando-o dos agentes da SHIELD que foram mortos. Mas o herói sabe exatamente o que fazer por eles... vingá-los! Com fúria, Steve consegue atingir o vilão. Mas, em um momento de impasse, o Doutor Bolha Mental reaparece. Uma das bolhas que saem do pequeno bico em sua testa atinge e envolve a cabeça de Steve, que é dominado e se sente... melhor.

Continua...

A+:

* Esta edição foi lançada, originalmente, na mesma semana de estreia do filme Capitão América: Soldado Invernal, nos cinemas americanos. Daí o embate de aeroporta-aviões na história, lembrando o clímax do filme.


 Visite a Sala de Perigo, a Loja Oficial do blog Âmago:
www.saladeperigo.com.br