sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 745

Arte de capa por Steve McNiven
 - Captain America n° 5 (Fevereiro de 2012)

* "American Dreamers Part 5", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Steve McNiven e Giuseppe Camuncoli, artefinalizada por Jay Leisten e Matteo Buffagni, colorizada por Justin Ponsor e Laura Martin, editada originalmente por Tom Brevoort

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América & Os Vingadores Secretos n° 18 ("Sonhadores Americanos - Parte 5"), letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Jotapê Martins e editado por Paulo França

No interior da Terra de Lugar Algum, Bravo parece ter perdido o controle da realidade que criou. Tudo a sua volta está desmoronando. O Capitão América aproveita esse momento para golpeá-lo. Mas o vilão se recupera a dispara contra o Capitão... fazendo-o reverter seu corpo para uma forma mais franzina. Mas Bravo demonstra não conhecer a perseverança de Steve. Ela não está ligada ao fato de ele ser um super-herói... mas em sua vontade de lutar. Mesmo com o corpo mais fraco, Steve o golpeia com o escudo.

Em meio à batalha, os dois são expelidos do mundo dos sonhos para a realidade. Foi o sacrifício final de Jimmy Júpiter que, mesmo após ser alvejado pela nova líder da Hidra (a mulher de Bravo), utilizou suas últimas energias para salvar o Capitão América. No laboratório onde aterrisam, também estão Nick Fury, Sharon Carter e o Falcão. Bravo ainda tenta reagir, mas os amigos do Capitão conseguem desarmá-lo. Após capturarem o vilão, Sharon beija seu namorado. Bravo se mostra convicto quanto ao que estava fazendo:

"Não comemore ainda, Rogers. Você sabe que estou certo. Sua América perdeu o rumo. Olhe ao seu redor, desgraçado. Os barões da corrupção compraram todo o país. São donos da imprensa e as pessoas acreditam em qualquer mentira que eles dizem. Você fracassou, Capitão América. Fracassou!"

A "abelha rainha" da Hidra desapareceu. Mas Steve sabe que aquele é só o primeiro lance.

Logo depois, Steve e Sharon comemoram no alto do edifício onde moram. Enquanto ela lhe traz uma cerveja... seu corpo volta a ficar franzino repentinamente!

Steve acorda gritando. Foi um pesadelo. Ele é confortado por Sharon, que volta a dormir em seguida. É difícil para ele acreditar... mas às vezes ele esquece que é um homem fora de seu tempo. E esta noite... ele se pergunta do que mais se esqueceu.

A+:

* Ed Brubaker começa a nova revista do Capitão América em um ritmo diferente do que vinha fazendo durante anos nas aventuras do herói. Apesar de essa nova fase ter menos elementos de espionagem, o escritor ainda demonstra seu conhecimento da mitologia do universo Marvel, dessa vez indo um pouco além: trazendo Jimmy Júpiter, um personagem obscuro que surgiu, realmente, na década de 40. Foi criado em 1942, para a revista Marvel Mystery Comics, quando a editora ainda se chamava Timely.

* Outro personagem trazido das mais remotas paragens das memórias de Brubaker é o Ameridróide, um androide gigante com o formato do Capitão América e a mente de um nazista (mais bizarro, impossível). O também obscuro personagem não aparecia desde 1981, quando enfrentou o herói em uma história que foi ignorada nas edições brasileiras.

* O grande chamariz para essa nova fase são os desenhos de Steve McNiven que, além do traço característico, mostrava elaboradas cenas de ação com o personagem.

* Peggy Carter não surgiu nas primeiras histórias do Capitão América, datadas da década de 40, como se faz entender. O então "primeiro amor" do Capitão América foi apresentado já na década de 60, mostrando o passado do herói. Pouco depois, surgiria Sharon Carter, que o herói confundiria com Peggy. Sharon, no entanto, era irmã de Peggy. Com o passar dos anos, ficou meio estranho dizer que a jovial Sharon era irmã de alguém que se relacionou com o herói na cada vez mais longínqua Segunda Guerra. Por isso, adotou-se dizer que Sharon era sobrinha de Peggy.

* A última edição desse arco teve o auxílio da arte dos italianos Giuseppe Camuncoli e Matteo Buffagni

ÂmagoNews:
* E maaaaaaaaaais Guardiões da Galáxia. Dessa vez, singrei as áreas mais inexploradas do universo ao lado do Coveiro, J.O.A.O., Paulo Artur e Rafael Felga. Reunimos-nos em uma nova missão, falando sobre cada um dos personagens que foi adaptado para o cinema, comentando sobre os impressionantes detalhes usados como cenários do filme e onde destacamos alguns easter eggs que só os olhos mais atentos poderiam captar. Além disso, há correlações entre os personagens e as novelas brasileiras. Debatemos sobre qual dos Guardiões é o menos perturbado psiquicamente. Falamos sobre a curiosa adaptação da dublagem brasileira e ainda algumas resenhas que rolaram sobre o filme.
Já assistiu ao filme? Agora venha se divertir com nossos comentários sobre ele: Os Guardiões da Galáxia Conquistam o Cinema

Nenhum comentário: