terça-feira, 26 de agosto de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 742

 - Captain America n° 2 (Outubro de 2011)

* "American Dreamers Part 2", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Steve McNiven, artefinalizada por Jay Leisten e Dexter Vines, colorizada por Justin Ponsor, editada originalmente por Tom Brevoort

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América & Os Vingadores Secretos n° 16 ("Sonhos Americanos - Parte 2"), letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Jotapê Martins e editado por Paulo França

Nick Fury explica para Sharon Carter que aquilo que os místicos conhecem como mundo dos sonhos, os cientistas da SHIELD entenderam como uma espécie de corrente espacial. Uma dimensão entre camadas da realidade. Um local que Jimmy Júpiter era capaz de controlar. Provavelmente sendo um dos primeiros mutantes a que se tem conhecimento, Jimmy tinha a habilidade de entrar no mundo surreal e até moldá-lo à sua imaginação. Além disso, poderia levar pessoas pra dentro e pra fora dele. Em 1944, a ideia era utilizar as capacidades de Jimmy para se infiltrar na base da Hidra, uma vez que ele conseguiria tocar o sonho dos agentes. Era a passagem secreta pra base escondida dos terroristas. 

No entanto, Steve ainda se ressente pelo que aconteceu na época. Bucky se estivesse presente, teria percebido. Peggy e o Capitão haviam arrasado a fortaleza de Zemo... enquanto Jimmy levava a equipe dois pela sua terra dos sonhos. Mas a resistência tinha um espião da Hidra entre eles... que atingiu o garoto com uma máquina de escrever. O portal que Jimmy havia aberto... fechou-se. Com isso, Bravo e sua equipe, além de alguns agentes da Hidra que haviam sido grampeados, ficaram preso no mundo dos sonhos por décadas... enquanto Jimmy estava em coma. Ninguém sabe o que aquele local se tornou sem o garoto estar no controle. Aparentemente, o tempo passa de outra forma, pois os agentes não envelheceram. E também pode parecer com séculos para quem ficou preso. Agora eles seguem para encontrar os agentes. Quatro meses atrás, os corpos de alguns agentes da IMA apareceram nas praias de Jersey. Provavelmente, a equipe de Bravo tomou a base para se armar.

O Capitão América localiza o prédio onde se encontram. Na verdade, só sabe disso... pois acabam de atirar contra o avião deles! O Capitão salta, enquanto Fury ordena ações evasivas. Lá se vai a aproximação discreta. Antes mesmo de chegar ao solo, o herói os atinge com seu escudo. Ele logo é seguido por Fury, Agente 13 e Dum Dum. Ao invadir a base, Capitão América percebe que deixou alguém fugir. Um aparelho emitiu um clarão... e logo que ele chegou... alguém desapareceu. Ao que tudo indica, os agentes aprenderam uma nova tecnologia no mundo dos sonhos. Sharon percebe que os agentes da Hidra dessa base usam o uniforme comum do grupo e não a versão hibrida dos novos agentes. Alguma espécie de acordo estava sendo feita.

Durante a noite, Steve não consegue dormir. Sharon tenta acalmá-lo, mas Steve está preocupado com a nova tecnologia que Bravo está dominando. Eles estão armados e livres. Só não sabe o que querem com Jimmy. Finalmente, ela o acalma para que possa dormir.

Na manhã seguinte, Sharon parece acordar agitada. Ela diz que "ele" estava em seu sonho. Antes que explique quem é “ele”, uma enorme mão irrompe pela janela e agarra o herói. Uma mão enluvada como a sua. Uma versão gigantesca de si mesmo. A criatura conhecida como Ameridróide!

Continua...

Nenhum comentário: