sexta-feira, 15 de agosto de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 731

Arte de Capa por Ron Garney
 - Ultimate Captain America n° 4 (Junho de 2011)

* "Ultimate Captain America - Part 4", história escrita por Jason Aaron, desenhada por Ron Garney, colorizada por Jason Keith, editada originalmente por Mark Paniccia

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Ultimate Marvel - Capitão América n° 4 ("Ultimate Capitão América - Parte 4"), letreirizada por Marcos Valério, traduzida por Mario Luiz C. Barroso, editada por Rogerio Saladino

Faltando apenas um minuto para Frank entrar na cela para matá-lo, o Capitão América vê algo pelo canto do olho que outros chamariam de intervenção divina. Por um buraco, uma cobra entrou no local. Ele só tem uma chance de agir. Quando Frank finalmente entra para matá-lo... estranha o fato de o Capitão estar sorrindo. Esse momento o distrai o suficiente para que o herói cuspa um líquido viscoso em seus olhos. Frank sente o ardor cegando-o... e nem vê a cobra destroçada a dentadas no canto da cela. O herói tenta sufocá-lo com as correntes, mas Frank consegue reagir.

A briga entre o Capitão e Frank acaba lá fora, diante dos habitantes do vilarejo. Ambos conseguem martelos e continuam a lutar. Frank continua com seu discurso para tentar provar as atrocidades dos Estados Unidos. O herói finalmente consegue acertar a marreta no meio das pernas de Frank. Ele reage, também, contra o discurso, dizendo-se plenamente ciente dos erros dos americanos. Afinal, Frank é um desses erros... que já deveria ter sido corrigido.

Derrotado, Frank até deseja que seja humilhado na frente dos habitantes. Isso só comprovaria o que sempre veio dizendo sobre a violência dos americanos. O Capitão responde a altura. No entanto, pede que as crianças não cresçam como terroristas. Um único soco acaba com Frank, a ponto de fazê-lo perder um olho. Em seguida, ele chama a SHIELD para recolher Frank (que é irredutível em seus discursos, insistindo que o Capitão segue uma mentira). A resposta do Capitão... é pegar uma arma de um dos agentes da SHIELD... e atirar... no enorme porco que se alimentava de carne de prisioneiros.

Na sede da SHIELD, Steve conta sua aventura para Clint Barton (o Gavião Arqueiro). Inclusive que acredita na intervenção divina, no episódio onde encontrou a cobra que lhe proporcionou a fuga. Cético, Clint atormenta Steve com uma interessante observação:

"Como sabe que foi Deus que mandou a cobra? Afinal esses bichos não fazem o estilo dele, né? Volta e meia, a gente salva o mundo... mas não faz isso exatamente de acordo com a Bíblia. Por exemplo, nós dois já matamos antes... e é quase certo que vamos matar de novo. Apesar de muita gente nos adorar em todo planeta, uma quantidade igual... senão maior... prefere nos ver mortos. Então... a minha pergunta é... tem certeza de que nós estamos a serviço de Deus... e não do outro cara?"

A questão vai de encontro com o que Frank Simpson discursava.

O Capitão América vai até a cela especial de Frank, onde ele é mantido sedado. Para retribuir a dádiva da dúvida que o vilão lhe deu, Steve decide lhe dar justamente o inverso. Por isso, senta-se a seu lado e, uma vez que ele não pode se mexer ou protestar, começa a ler sobre a verdade em que acredita. Começa a ler a Bíblia.
A+:

O universo Ultimate foi criado na intenção de modernizar os famosos heróis da Marvel, que já existiam por décadas mas careciam de certo apelo para conquistar novo público. Essas novas roupagens não interferiam com suas versões mais tradicionais, que continuaram a ser publicadas.

O Capitão América Ultimate, surgido em meio ao grupo conhecido como Supremos (a versão dos Vingadores dessa realidade), levava ao pé da letra que o herói era, afinal, um "capitão". Um militar altamente treinado e, consequentemente, em uma posição de liderança, até mesmo truculento em suas ações. O Steve Rogers dessa realidade, mesmo assim, ainda mantinha sua opinião própria quanto às ordens que recebia, muitas vezes dando um jeito de burlar seus comandantes e resolver a situação de sua própria forma.

Frank Simpson é a versão ultimate do vilão Bazuca, inimigo do Demolidor envolvido com o governo americano e, portanto, digno da atenção do Capitão América do universo tradicional.

A ambientação no Vietnã faz a ponte entre a Segunda Guerra e os tempos atuais, onde o Capitão América era tido como morto. É meio que uma resposta a uma suposta participação sua no famoso conflito, caso estivesse na ativa.

A capa da segunda edição dessa minissérie, é uma homenagem ao filme Apocalypse Now.

ÂMAGO CLASSIC:


Por também ter suas raízes militares, Carol Danvers (que já foi a heroína conhecida como Miss Marvel) também já colaborou com o Capitão América. A amizade entre os dois, aliás, teve um momento de abalo quando Carol, ainda com superpoderes, se entregou ao alcoolismo.

ÂMAGO NEWS:

* Participei do podcast Inominata, onde falamos sobre os agora populares Guardiões da Galáxia. Saiba, nesse programa, que os heróis já tiveram uma encarnação muito diferente da que todos conhecem hoje. Ouçam: A Origem dos Guardiões

Nenhum comentário: