sábado, 23 de agosto de 2014

DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 739

Arte de Capa por Steve McNiven

Arte de capa alternativa por Stuart Immonen

Arte de capa alternativa por Billy Tan
- Fear Itself n° 7 (Dezembro de 2011)

* "Thor's Day", história escrita por Matt Fraction, desenhada por Stuart Immonen, artefinalizada por Wade Von Grawbadger e Dexter Vines, colorizada por Laura Martin, Matt Milla e Justin Ponsor, editada originalmente por Tom Brevoort

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista A Essência do Medo n° 7 ("O Dia do Trovão"), letreirizada por Gisele Tavares, traduzida e editado por Paulo França

O Serpente ataca a cidade de Broxton onde, antes, ficava a Árvore do Mundo, quando Asgard pairava sobre o local. Capitão América alveja uma parte dos asseclas de Skadi que utilizam as armaduras que atacaram Washington. O reforço chega quando o Homem de Ferro retorna de Asgard, trazendo armas abençoadas por Odin para os Vingadores. Ironicamente, o Homem de Ferro não preparou nenhuma dessas armas abençoadas para o Capitão, pois julgava que seu escudo era formidável o suficiente. O problema é que ele não sabia que o escudo havia sido destruído pelo Serpente.

Thor enfrenta o Serpente e seu martelo é arremessado em direção ao Capitão, que é rechaçado com o impacto da arma. Quem o ajuda é um cidadão que decidiu ficar e lutar por sua cidade. Não há tempo para novas escolhas. Todos aqueles que decidiram defender o mundo... agora são considerados Vingadores. O Capitão levanta o martelo de Thor e o atira contra Pecado (Skadi). Quando a Serpente finalmente cai, os martelos encantados deixam seus respectivos portadores. Com isso, Skadi volta a ser Pecado.

Diante do corpo daquele que se tornou o Serpente há um Thor cambaleante. Odin desce com seus exércitos para a Terra, apenas para ver seu filho dar alguns passos em sua direção... e morrer em seus braços.

Depois da batalha, o Capitão América avisa a Odin que a pira preparada pelos Vingadores está pronta. O monarca de Asgard, no entanto, diante do corpo de Cul, a Serpente, seu próprio irmão, decide levá-lo para a cidade dourada. Odin tentou mudar a profecia que dizia que Thor o mataria... ao custo de sua própria vida. Mas a profecia se realizou. Após a partida para Asgard, Odin lança os asgardianos para a Terra... e sela a passagem. Sua intenção é ficar só, com o corpo de seu irmão... dessa vez servindo de guardião dessa ameaça. Algo que deveria ter feito desde o início.

No domingo seguinte, Bucky é enterrado no Cemitério de Arlington.

Na terça feira, Stark devolve o escudo ao Capitão América. Ele havia levado seus pedaços para que os ferreiros do reino dourado o fundissem novamente, dessa vez com um pouco do metal uru, o mesmo material do qual é feito o martelo de Thor. Apesar de o escudo estar ainda mais forte, ainda há uma rachadura visível nele. Stark poderia polir de forma a essa marca sumir. Mas o Capitão América prefere deixar, pois isso dá, de certa forma, certa personalidade a seu velho companheiro.

4 comentários:

Anônimo disse...

"No domingo seguinte, Bucky é enterrado no Cemitério de Arlington" É MENTIRAAAAA!!!!! O Bucky não pode estar mesmo morto Ç_Ç

Foi um falso enterro né? O James está vivo em algum lugar numa missão secreta né? Eles não podem matar o Bucky outra vez (e deixá-lo morto). Não podem.


Lisbeth

Marcos Dark disse...

Hã... Então...

Anônimo disse...

ACABEI de ler a parte 740, e só quero dizer q eu adoro estar certa ;)

E aquela capa alternativa é PERFEITA demais. Tinha q virar capa do Âmago dia desses.

beijos
Lisbeth

Marcos Dark disse...

Sua fé foi recompensada, afinal!