domingo, 8 de junho de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 682



 - Captain America Reborn 4 (Janeiro de 2010)

* "Captain America Reborn - Part 4", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Bryan Hitch, artefinalizada por Butch Guice, colorizada por Paul Mounts, editada originalmente por Tom Brevoort

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, em Os Novos Vingadores n° 82 ("Renascimento - Parte 4")

O passado...

Novamente, ele enfrenta as hordas da Hidra, ao lado de Rick Jones. O Capitão América está exausto devido a reviver cada uma de suas mais importantes batalhas. Ele sente novamente o remorso ao confundir Rick com Bucky. Além disso, existe a exaustiva experiência de reviver cada derrota, cada amigo aliado perdido em batalha. Isso o leva a outro de seus piores momentos... o dia em que enfrentou o Barão Zemo, em 1945, nas Ilhas do Canal Inglês. O dia em que Bucky "morreu". Ele sabe o que irá acontecer... e tenta impedir. No entanto, quando a explosão que vitimou seu parceiro ocorre, algo estranho acontece. Dessa vez não acontece apenas um salto, mas uma aceleração do tempo, fazendo-o passar por todos os seus momentos ao mesmo tempo. É como se ele estivesse caindo através do tempo. Sua última lembrança é estar enfrentando o Caveira Vermelha. E então... tudo desaparece.

O presente...

Caveira Vermelha, Ossos Cruzados e Pecado chegam a Latvéria e são recepcionados pela guarda pessoal do Doutor Destino, que os leva até o ditador. Destino lhes mostra que a máquina temporal, cuja tecnologia ele criou, já está pronta. Agora, eles apenas aguardam a peça final que está sendo enviada por Norman Osborn: Sharon Carter.

Norman anuncia para a imprensa que Sharon Carter está sob custódia. O que não sabem é que ela está sendo levada para a Latvéria. Quando ela chega ao castelo de Destino, se impressiona com a presença daquele que imaginava ter matado: o Caveira vermelha (o vilão esconde sua verdadeira situação, onde está preso em um corpo robótico, com uma máscara de si mesmo). Arnim Zola, reconstruído, posiciona Sharon e o Caveira na máquina de Destino. Assim que é acionada, o corpo de Steve aparece ao lado, enquanto o do Caveira Vermelha parece mais uma carcaça vazia. Ao chamar por Steve, Sharon percebe no brilho avermelhado em seus olhos... que não é seu amado que agora ocupa aquele corpo.

Nos laboratórios de Hank Pym, Reed Richards informa sobre o estranho sumiço do corpo do Capitão no Ártico. Apesar de ali estarem duas das maiores inteligências do planeta, eles se encontram perdidos. Porém, quando Reed afirma que não sabem o que está acontecendo... o armazenamento profundo de memória do Visão é acionado e ele agora traz uma mensagem do passado. Uma mensagem do Capitão América. A mensagem confirma todas as suposições dos cientistas. Steve estava congelado em um momento do tempo. Quando Sharon destruiu a máquina do Caveira Vermelha, ela o deixou perdido na linha temporal. E as nano-partículas encontradas em sua corrente sanguínea, são rastreadores cronais. Agora, ambos estão literalmente se puxando através da corrente do tempo. Reed chega a se surpreender com o brilhantismo do Doutor Destino. A vantagem que os heróis têm agora... é uma amostra de sangue de Sharon.

Enquanto isso, o atual Capitão América, Viúva Negra e Ronin (a nova identidade do Gavião Arqueiro) abordam uma unidade móvel de dados do MARTELO, a fim de descobrirem para onde estão levando Sharon Carter.

Continua...

ENQUANTO ISSO:

Joe Johnston, diretor do então futuro filme do Capitão América, anunciava que as filmagens iriam se iniciar em junho. Ainda assim, o intérprete do herói não havia sido escolhido. O último a se candidatar foi o ator Rick Malambri, que anunciou em seu twitter que estaria fazendo um teste para o filme. E qualquer tentativa das peripécias físicas de Steve Rogers o ator só levaria no ano seguinte para o filme Ela Dança, Eu Danço 3D. Malabarismo por malabarismo...

Nenhum comentário: