sexta-feira, 11 de abril de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 636


 - Fallen Son: The Death of Captain America n° 1 (Junho de 2007)

* "The Death of Captain America, Chapter 1: Denial", história escrita por Jeph Loeb, desenhada por Leinil Francis Yu

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América - Morre Uma Lenda n° 1 e ("Negação")

Wolverine não acredita que o Capitão América esteja realmente morto. Desconfiado de que a SHIELD (agora dirigida por Tony Stark, opositor do Capitão na Guerra Civil) esteja por trás de alguma espécie de farsa, ele pretende invadir o aeroporta-aviões onde o corpo do herói supostamente está. Porém, não pretende fazer isso sozinho e convoca a ajuda do Soldado Invernal para a missão. Bucky, que estava presente no local e momento onde Steve Rogers foi alvejado, além de não acreditar muito na teoria de conspiração de Wolverine, tem outros planos para quando conseguir chegar até Stark.

Sem o Soldado Invernal, Wolverine praticamente ataca o herói cego conhecido como Demolidor. Ataca com a intenção de provar que aquele realmente é o herói que procura (na época, devido a uma crise diante da revelação de sua identidade, o Demolidor tentou confundir público e inimigos deixando outros heróis utilizarem seu uniforme). Wolverine diz suas intenções para provar que o Capitão América está vivo e que os poderes de radar do Demolidor seriam ideais para a missão. O Demolidor acaba aceitando a parceria. 

Teletransportados para o aeroporta-aviões pelo herói místico Doutor Estranho (que lhes dá dez minutos de invisibilidade), a dupla percorre o local, mas não exatamente para onde está o corpo do Capitão. A ideia de Wolverine é visitar, antes, o homem que foi o autor do primeiro disparo contra Rogers: Ossos Cruzados. Sem que o Demolidor entenda muito o que realmente está acontecendo, Wolverine deixa uma arma logo ao lado do vilão. Este, por sua vez, confirma que foi o autor do disparo, mas, por algum bloqueio mental, não sabe quem o contratou. Demolidor, utilizando sua audição, revela que Ossos Cruzados... não está mentindo. Wolverine provoca o vilão até que ele chegue até a arma e efetue disparos contra o mutante. A ideia de Wolverine é que isso sirva de desculpa para que ele mate Ossos Cruzados, alegando legítima defesa. Mas o Demolidor consegue impedir Logan de prosseguir com o assassinato. O herói apenas nocauteia Ossos Cruzados.

Demolidor lembra Wolverine que os dez minutos de camuflagem estão terminando, mas o mutante ainda pretende ver o corpo de Rogers... mesmo que isso signifique ser preso. Chegando próximo ao corpo, que se encontra em um caixão... os sentidos aguçados de Wolverine confirmam que aquele realmente é o Capitão América. Homem de Ferro, que aborda Wolverine, juntamente com o Jaqueta Amarela, lembra que, apesar dos acontecimentos, Steve Rogers provavelmente era seu melhor amigo.

Wolverine consegue sair do local, lembrando que não tinham a intenção de prendê-lo. Afinal, agora que ele tinha certeza de que o Capitão América estava morto, seria o único capaz de convencer os demais heróis de que não se tratava de uma farsa. Antes de sair, porém, Wolverine avisa que irá matar Tony Stark se souber de algo que o envolva com a morte do Capitão.
A+:

* A série "Fallen Son" é uma ideia do escritor J. Michael Straczynski, que se baseou nos estudos da psiquiatra suíça Elisabeth Kubler-Ross, que dedicou sua vida a estudar o comportamento diante da morte, principalmente no que diz respeito a pacientes terminais. Não se tratava de um estudo apenas focando o paciente em si, mas o "processo de morrer" e a diversas reações tanto em médicos quanto em familiares envolvidos. Os cinco capítulos de Fallen Son trazem as chamadas cinco fase do luto por que passam pessoas que perdem seus entes queridos: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação.

Nenhum comentário: