domingo, 30 de março de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 624




 - Captain America n° 25 (Abril de 2007)

* "The Death of the Dream: Parte One", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Steve Epting

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Os Novos Vingadores n° 49 e ("A Morte do Sonho - Parte Um") e no livro Marvel Deluxe: Capitão América n° 3

Ao mesmo tempo em que a imprensa relembra insistentemente sobre toda a carreira do Capitão América, desde seu surgimento na Segunda Guerra, também são mostrados fatos recentes onde o herói se tornou uma espécie de líder da resistência contra a Lei de Registro de heróis. As atenções estão voltadas para a Corte Federal de Manhattan, onde o herói será julgado. Sharon está no meio da multidão e se lembra de sua tia, Peggy Carter, que ficava emocionada ao ver documentários sobre a guerra, sem saber que ela participou de missões junto ao herói e até mesmo se apaixonou. Apenas mais tarde, quando ele ressurgiu, Sharon teve contato com herói e também se apaixonou por ele.

Bucky está nas proximidades, em contato com Nick Fury, e presencia o momento em que o Capitão América é trazido, algemado. Apesar de a imprensa insistir em saber o porquê dele desistir, o herói se mantém calado. Em dado momento, um cidadão mais exaltado lhe atira um tomate no rosto. A humilhação chama-lhe a atenção para um detalhe: a luz de uma mira laser nas costas de um dos guardas federais que o acompanham. Ele localiza a origem da mira em uma janela de um edifício próximo. Alguém está tentando matá-lo. Seu primeiro reflexo é tentar salvar os guardas, empurrando-os. Isso o transforma em um alvo fácil e o primeiro disparo acerta seu ombro. O povo a sua volta entra em pânico. Sharon tenta alcançar Steve. Bucky também se move em sua direção. No meio da confusão, aproveitando-se do pânico, alguém chega perto o bastante do herói... e efetua disparos a queima roupa. Sharon chega próximo a ele e pede ajuda. Steve sangra muito.

Estarrecido, Falcão observa tudo do alto, acima dos helicópteros que cercam o local. Bucky salta em direção à janela de onde partiu o disparo. Mas nada encontra. Ao invés disso, Falcão também chega ao local e o ataca, imaginando ser ele o atirador... mas percebe que está errado. O atirador fugiu. Através de Fury, Bucky, que é levado pelo Falcão, descobre um dos helicópteros para onde o provável atirador fugiu. De fato, dentro de um deles está... Ossos Cruzados. Vendo seu helicóptero sendo atingido e o piloto perder o controle, o vilão salta sobre Bucky, mas ele espanca Ossos Cruzados e, quando o Falcão chega, ele já está desacordado. Bucky precisa sair antes que os agentes da SHIELD apareçam. O Capitão América é levado para um hospital a algumas quadras da Corte. O Falcão acompanha a ambulância que leva o Capitão América. Em todos os meios de comunicação a notícia é veiculada.

No banheiro do hospital, Sharon é abordada por Pecado, a filha do Caveira Vermelha, que diz uma senha pós-hipnótica que a faz lembrar-se de um detalhe até então nublado em sua mente. Ela se lembra da correria após o primeiro disparo... e de conseguir chegar perto o bastante do herói... para efetuar os disparos à queima roupa. Sem que ela saiba, estava sendo manipulada pelo Doutor Faustus que, juntamente com o Caveira Vermelha, montaram o cenário ideal para derrubar seu inimigo.

O plano dos vilões deu resultado.

O Capitão América... está morto.

A+:

* Preparados para o Soldado Invernal?


Nenhum comentário: