terça-feira, 11 de março de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 613



Clique na imagem para ver esta arte com mais detalhes
  - Civil War n° 2 (Agosto de 2006)

* "Civil War, Parte Two", história escrita por Mark Millar, desenhada por Steve McNiven, artefinalizada por Dexter Vines

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Guerra Civil n° 2 ("Guerra Civil - Parte 2") e no livro Marvel Deluxe: Guerra Civil

Abutre com o nariz quebrado, amarrado juntamente com outro vilão, o Ceifador. Até agora, foram quinze supercriminosos presos de forma semelhante. Muitos atribuem os ataques ao agora foragido Capitão América. O problema é que nem mesmo ele poderia conseguir tal feito sozinho. Isso significa que está tendo apoio de outros heróis, que também estão agindo na clandestinidade. Para o Homem de Ferro, a lei de registro de super-heróis irá separar os verdadeiro heróis das crianças, amadores e sociopatas que colocam a população em risco. No entanto, o Capitão América não está em nenhum desses grupos. Seu ex-colega de Vingadores está apenas errado. Vinte minutos antes de a lei ser aprovada, a única notícia sobre o Capitão América é que ele continuava foragido e reunindo seu próprio grupo.

Vinte e quatro horas depois da aprovação da lei de registro, uma operação da SHIELD captura os jovens heróis conhecidos como Jovens Vingadores e os leva para uma base especialmente construída para quem tem superpoderes. No caminho, um dos agente joga conversa fora, apoiando o que vem sendo feito. Ele cita um boato, de que há uma prisão especial chamada "quarenta e dois", onde os superpoderosos serão presos. Um local tão secreto que nem mesmo os agentes podem ver as plantas. Para a surpresa do agente falastrão, o motorista que leva os Jovens Vingadores o chuta da cabine assim que ele revela esse boato.

Outros agentes que acompanham os heróis presos se revelam integrantes do grupo de resistência do Capitão América. Utilizando os poderes de encantamento do jovem vingador Wiccano, o grupo consegue se teletransportar para uma base secreta. Trata-se de um antiga base de SHIELD, uma das muitas espalhadas e que só é de conhecimento de agentes de altíssima patente. Para a sorte do grupo, o próprio Nick Fury, ex-agente da SHIELD, foi quem revelou essa base e está dando apoio ao grupo de resistência. Por enquanto, é ali que o grupo de heróis irá viver e se preparar para o grande plano que Tony Stark está preparando com seu grupo.

Na TV, em rede nacional, Tony Stark discursa, juntamente com uma das mães das crianças que morreram na escola atingida pelo poder de Nitro, sobre a lei de registro. O trunfo de Stark chega em seguida. O Homem Aranha diz apoiar a lei e, para provar que estão certos... tira sua máscara e revela sua identidade diante das câmeras.

Continua...
ÂmagoNews:

* Falando sobre o esquadrão da morte de um homem só: 40 Anos de Punição 

2 comentários:

Anônimo disse...

Isso é uma tragédia grega!!!!!! Alguém pare o Stark, alguém salve o Peter *pega a pipoca*

Mas ter o Cap como o insurgente é tão empolgante <333


Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

É uma visão bem avessa do que se imaginava do Capitão América. Mas, pensando bem, o herói sempre teve esse lado insurgente de uma forma ou de outra.