domingo, 9 de março de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 611

 - Captain America n° 21 (Outubro de 2006)

* "Twenty-First Century Blitz Conclusion", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Steve Epting

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Os Poderosos Vingadores n° 44 ("A Blitz do Século Vinte e Um - Conclusão) e no livro Marvel Deluxe: Capitão América n° 2 - A Ameaça Vermelha.

O gigantesco Hibernante está destruindo Londres e o Capitão América precisa abatê-lo. Vendo que o enorme robô praticamente desintegrou um avião, o herói pede que Sharon, que está no aerocarro da SHIELD, saia dos céus. Ela obedece, mas não sem, antes, "atropelar" o Grande Mestre, que sobrevoa o local. Seu aerocarro despenca, mas ela, mesmo ferida, consegue sobreviver.

Union Jack e Spitfire estão no teto de um edifício e o Capitão explica que o Hibernante é um antigo "brinquedo" do Caveira Vermelha. Ainda confuso, imaginando se seu antigo inimigo está vivo ou não, o herói vê algo que não gostaria logo à frente. Alguém salta de um edifício diretamente contra o Hibernante. Bucky! O Capitão ordena que o casal de heróis ingleses encontre o Grande Mestre enquanto ele tenta salvar Bucky (que, aparentemente, está subestimando o poderio do Hibernante).

O Capitão América consegue tirar Bucky da frente dos olhos do Hibernante, antes que ele dispare uma rajada de energia. Bucky se lembrou da criatura de quando haviam enfrentado algo parecido em Eisendorf, na Segunda Guerra. Acontece que esse atual é uma versão mais aprimorada. Concluindo que pode ser um alvo secundário, o Capitão América tenta atrair o Hibernante para que ele fique longe dos prédios. Enquanto isso, o herói ordena que Union Jack e Spitfire enfureçam ainda mais o poderoso Grande Mestre, que foi encontrado pelo casal. E eles fazem isso até ele, cego de raiva, se atirar contra Spitfire, que usa sua supervelocidade para sair da frente, fazendo com que o vilão atravesse a cabeça do Hibernante. Isso não detém o monstro, mas agora há uma abertura em sua fuselagem.

Seguindo o que havia planejado, Capitão América entrega uma granada concussiva para Bucky enquanto ele distrai o Hibernante. Não há tempo para combinarem uma estratégia melhor, como antigamente. O robô dispara uma rajada contra o herói, que a reflete com seu escudo para a perna do mesmo, fazendo-o cair. É quando Bucky joga a granada pela abertura. Mesmo assim, o robô ainda consegue destruir o braço mecânico de Bucky com uma última rajada, antes de explodir e cair no rio Tamisa. Após a confusão, no entanto... Bucky desaparece.

Mais tarde, Lukin dá uma declaração à imprensa de que Londres foi palco de uma batalha entre superpoderosos e que faria o possível para impedir esse tipo de intervenção. A notícia coincide com um controle do mesmo tipo que o Congresso americano estaria arquitetando. Steve e Sharon se despedem de Joe e Jackie. Questionado por Sharon sobre como foi atuar, novamente, ao lado de Bucky, Steve diz que foi normal... como nos velhos tempos. Ela o conforta dizendo que ele vai voltar... apenas se encontra em uma situação complicada.
A+:

* Cenário todo montado para homenagear as antigas histórias do Capitão América e Bucky, quando a dupla lutava contra nazistas na Europa, com direito ao velho esquema do Caveira Vermelha em utilizar um robô Hibernante. O escritor Ed Brubaker demonstra que ainda há muito mais a ser desenvolvido e que não irá entregar tão rapidamente o que planeja para a série.

* O ultimato de Aleksander Lukin, em conjunto com a nova lei de controle de superpoderosos nos Estados Unidos, é o início dos acontecimentos que levariam ao evento conhecido como Guerra Civil, onde heróis se desentenderiam e se dividiriam em grupos pró e contra essa lei.

* A capa dessa edição é uma referência ao incidente no qual Bucky tentou desarmar a bomba lançada pelo Barão Zemo na Segunda Guerra (e onde ele foi dado como morto desde então). Aqui, ele passa por uma situação semelhante tentando desarmar o novo robô hibernante do Caveira Vermelha.

GALERIA
* Sorridente fiquei eu ao receber essa versão do Capitão América da luminosa e talentosa Ana Rocha.

Formada em cinema e tendo participado de diversos projetos de animação, atualmente trabalha como storyboarder e quadrinhista. Suas conquistas não são poucas. Entre elas, foi assistente de animação de "Asterix e os Vikings", lecionou na Quanta Academia, cuidou de storyboards de O Sítio do "Pica-Pau Amarelo" e com a HQ "Maya e os Invasores” pronta, da qual é autora, apenas aguardando uma "casa editorial" onde possa publicar seu trabalho.

Para conhecer mais de sua fantástica arte, visite sua página ( http://anarochaart.com/ ) e também a acompanhe pelo Facebook ( https://www.facebook.com/anarochaart ). E se preparem para se surpreender.

Nenhum comentário: