terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 604

 - Captain America n° 15 (Abril de 2006)

* "Red is the Darkest Color", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Mike Perkins

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Poderosos Vingadores n° 38 ("Vermelho É A Cor Mais Soturna") e no livro Marvel Deluxe: Capitão América n° 2 - A Ameaça Vermelha.

Interlúdio.

Ilha dos Exilados. Muitos anos atrás. 

O Caveira Vermelha está insatisfeito com o nascimento de sua filha. Afinal, imaginava que teria um filho. Quando está prestes a eliminar a bebê, jogando-a no mar bravio, é impedido por uma criada, que o convence de que qualquer descendente do vilão, mesmo sendo mulher, é digna de continuar seu reino de terror. A criada promete criá-la, dando-lhe uma infância cheia de dor e ódio como o a do Caveira.

Aos nove anos, a pequena Synthia já era violenta o bastante para agradar até mesmo o Caveira Vermelha. No entanto, quando o vilão percebeu que estava morrendo e sua filha era muito jovem para assumir seus negócios, utilizou seus cientistas para acelerar seu crescimento, tornando a garota em uma mulher adulta em questão de semanas.

Hoje.

Ossos Cruzados sequestrou a garota que ele afirma ser Synthia Schmidt, filha do Caveira Vermelha, e tenta recondicionar sua mente apresentando um antigo filme do Capitão América em ação na Segunda Guerra Mundial e explicando como o herói sempre atrapalhou os planos do Caveira. A jovem reluta em aceitar o recondicionamento e Ossos Cruzados usa de espancamento para trazer a fúria da velha Pecadora novamente. Ela acredita que tudo não passa de um engano e que, na verdade, ela nasceu em um hospital em Washington, sendo criada pelos militares depois que seus pais morreram em um acidente. Mesmo sob protestos da jovem, Ossos Cruzados a joga em uma espécie de solitária.

Na escuridão da solitária, a jovem tem lampejos em sua mente sobre dois cientistas da SHIELD tentando injetar uma solução em seu corpo. Uma das mãos, que parecem ser suas, agarra o pescoço de um deles e o traz para perto. Ela o mata rasgando sua garganta com os dentes. Mas, quando acorda, a jovem imagina que tudo foi um sonho, induzido pelas palavras de Ossos Cruzados.

No dia seguinte, o vilão treina a jovem em sua mira e precisão com facas, fazendo atirá-las contra uma foto do Capitão América. Ele exige o máximo dela, pois terá que assumir o lugar de seu pai, que foi morto recentemente (e, desta vez, Arnim Zola não está por perto para tentar revivê-lo novamente). Como está de posse das facas, ela tenta atacar seu sequestrador, mas ainda não há ódio o suficiente nela para que o supere. Em uma nova tentativa em despertar sua fúria, Ossos Cruzados a leva até uma sala onde há um homem preso (vigia noturno de um lugar onde ele invadiu) e pede para que ela atire nele. A jovem não consegue executá-lo... mas Ossos Cruzados o mata mesmo assim. Há outro motivo para que o vilão esteja enfurecido... Havia planos para que ele e Synthia dessem um herdeiro digno ao Caveira Vermelha.

Na calada da noite, depois que a jovem tem mais pesadelos, onde o Caveira Vermelha, mesmo sabendo do treinamento de sua filha, a considera indigna de assumir seu posto, por ser de opinião que todas as mulheres são fracas, ela sai de sua cela. No entanto, ao invés de fugir, ela segue para o quarto onde Ossos Cruzados está dormindo... e coloca uma lâmina em seu pescoço. Ele nota que há algo diferente nos olhos da garota. É então, quando ela abaixa a lâmina e ambos se abraçam, que ele percebe que Synthia Schmidt está de volta.
ÂmagoNews:

* Escrevendo sobre um herói muito... estranho: Stephen, o Estranho

Nenhum comentário: