terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 597


Clique na imagem para visualizar a arte original ampliada
 - Captain America 9 (Outubro de 2005)

* "The Winter Soldier - Part 2", história escrita por Ed Brubaker, desenhada por Michael Lark

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Os Poderosos Vingadores n° 33 ("O Soldado Invernal - Parte 1"); no especial Marvel Deluxe: Capitão América n° 1; e pela editora Salvat, no fascículo n° 45 da Coleção Graphic Novels Marvel

Nick Fury pretendia liderar uma missão para capturar Aleksander Lukin, mas nem solicitou autorização a seus superiores por ter muito pouco para provar o envolvimento do empresário. Na verdade, tudo que eles têm são suposições de que ele esteve envolvido no atentado em Filadélfia. Lukin é esperto e conseguiu manipular todas as provas para culpar o falecido Jack Monroe. Porém, provavelmente também está envolvido na morte dele. Mais um motivo para Steve querer botar as mãos em Lukin. De qualquer forma, Fury avisa Steve que vai se arriscar em uma missão independente. Steve concorda, mas pede a Fury que Sharon não seja envolvida nessa missão.

Sharon faz uma visita pouco amigável a Steve Rogers. Ela está furiosa porque ele disse a Nick Fury para tirá-la da equipe destinada à Operação Kronas. Steve se surpreende com o fato de Nick Fury ter quebrado o sigilo de sua última conversa e revelado seu pedido a Sharon. Mas acontece que Fury não disse nada. Sharon simplesmente "jogou verde" e colheu a surpresa de Steve mais que madura. Na verdade, Steve a quer fora por estar envolvida emocionalmente. Afinal, no atentado em Filadélfia, um dos operativos da SHIELD que já teve um relacionamento com ela morreu na detonação da bomba. Por outro lado, Sharon acha que o motivo de Steve a querer que fique longe da missão é outro: que ele acredita ser ela capaz de matar o Soldado Invernal que, supostamente, é o seu parceiro do passado, Bucky. Enfim, querendo ou não, Sharon seguirá nessa missão.

Steve Rogers segue com Sharon Carter e Nick Fury sobre as Montanhas Altai, na Mongólia, em uma missão complicada. Na verdade, Steve está incomodado com seus problemas pessoais (principalmente em relação à Sharon) interferirem na missão, que já é complicada demais. Na verdade, Fury está prestes a causar um incidente internacional. O objetivo é invadir o prédio administrativo de Aleksander Lukin e tomar o Cubo Cósmico de suas mãos.

O elemento surpresa garante que a equipe derrube os seguranças de Lukin. No entanto, é notável que o Capitão América esteja alterado com a possibilidade de capturar o empresário. Tanto é verdade que, contrariando o comando de Fury, ele invade a sala de reuniões de Lukin, o captura e também o ameaça. Para o azar da equipe de ataque, a reunião de Lukin envolvia ninguém menos que o chefe de gabinete do vice-presidente americano e o assistente do secretário-geral da ONU. Eles negociavam com Lukin, que comprou a petrolífera Roxxon, sobre um oleoduto em Madripoor. Fury é obrigado a se retirar depois da saia justa... para desespero do Capitão América. A missão foi um desastre total.

Continua...
A+:

* No ataque ao prédio de Aleksander Lukin, o operativo que serve como braço direito de Nick Fury chama-se Kirkman. O nome é uma homenagem ao escritor Robert Kirkman, criador da série The Walking Dead.

ÂmagoNews:

* O desenhista que definiu o Super-Homem da Era de Prata: O Que Aconteceu a Curt Swam? 

Nenhum comentário: