segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 585

 - Avengers n° 501 (Outubro de 2004)
* "Chaos, Part Two", história escrita por Brian Michael Bendis, desenhada por David Finch e artefinalizada por Danny Miki

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Os Poderosos Vingadores n° 22 ("Caos - Parte 2"); no especial Vingadores - A Queda; e pela editora Salvat, no fascículo n° 34 da Coleção Graphic Novels Marvel

Descontrolada, a Mulher-Hulk atira um veículo militar em cima do Capitão América. Ele tem pouco tempo para se defender do impacto com o escudo, apesar do peso e da violência do ataque. Após atacá-lo a vingadora continua seu rastro de destruição e só é detida graças à chegada do Homem de Ferro, que a nocauteia. Quando Gavião Arqueiro e Homem de Ferro retiram o veículo que foi atirado contra o Capitão América, se assustam com um corpo imóvel embaixo do escudo. Ao retirar a arma, notam que o herói continua vivo, mas com o ombro deslocado.

O saldo é que a Capitã Britânia está gravemente ferida. Vespa também está mal e, diferente das outras vezes em que se feriu, não volta a seu tamanho normal, algo que é um péssimo sinal. A Mulher-Hulk foi levada sob custódia pela SHIELD. Homem-Formiga foi praticamente desintegrado em uma explosão. O Visão foi destruído pela Mulher-Hulk e suas partes robóticas restantes agora estão nas Empresas Stark.

Capitão América se reúne com Gavião Arqueiro, Falcão e Homem de Ferro para entenderem o que está acontecendo. Quem os está atacando afinal? Gavião Arqueiro defende a teoria que aquele foi apenas um da ruim na vida do grupo. Talvez o pior dia da vida deles, mas, levando-se em conta a quantidade de inimigos que enfrentam, seria natural que um dia assim acontecesse. Homem de Ferro já não acredita que tantas coincidências possam acontecer ao mesmo tempo... exceto se isso fosse um comando do próprio Ultron, que seria iniciado quando o código branco de alerta fosse acionado assim que a Mansão fosse destruída.

No meio da reunião improvisada, Jaqueta Amarela chega, alterado, pedindo que Tony Stark conte o que aconteceu em seu discurso na ONU (algo que, na verdade, ele estava prestes a contar para somar às coincidências). Em meio ao discurso, Stark simplesmente enlouqueceu e ameaçou, diante de todos, o embaixador da Latvéria (país governado pelo Doutor Destino). Pelo histórico de Stark, todos imaginavam que ele tivesse voltado a beber. Detalhe: ele não havia colocado uma gota de álcool na boca. O vexame custou o cargo de Secretário de Defesa ocupado por Tony, "coincidentemente" no mesmo momento em que os ataques à Mansão aconteciam. Há quem acredite que Tony voltou a beber. O próprio Gavião Arqueiro, que tinha um pai alcoólatra, que dizia que havia parado de beber, já havia sido testemunha de atitudes estranhas por parte dele. O Capitão América é um dos heróis que acreditam que Tony não bebeu. Mas a situação se torna tensa na reunião e o Homem de Ferro parte extremamente ofendido.

De repente, um novo chamado ao local da explosão faz com que os heróis sigam para os escombros da Mansão. Ao chegarem se surpreendem com a quantidade de heróis em frente à Mansão, acompanhados de agentes da SHIELD.

Continua...


Nenhum comentário: