quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 580

 - Wolverine & Captain America n° 4 (Abril de 2004)
* "Wolverine & Captain America", história escrita por R. A. Jones, desenhada por Tom Derenick

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Arma X n° 14 ("Wolverine e Capitão América")

Para encontrar o chip mutante, Warbird está conectada aos computadores da SHIELD. Acontece que o chip roubado pela Contingência foi criado pela raça alienígena dos shiar e o corpo de Warbird é banhado por energias do sistema estelar shiar. Possivelmente, a energia que o chip mutante absorve pode ser a mesma que dá poderes para a heroína. Ou seja, se ela canalizar um pulso de elétrons nos computadores da SHIELD, talvez usem a assinatura energética para localizar o chip. O Capitão se surpreende com a ótima ideia. Mas se surpreende ainda mais quando o oficial da SHIELD diz que a ideia... foi da própria Warbird. E, apesar de uma sobrecarga explodir o equipamento, deixando Warbird zonza... eles conseguem localizar.

Os heróis estão prontos para irem atrás da Contingência. Wolverine quer vingança contra a líder deles, Êxtase, mas o Capitão discorda da atitude do mutante e pretende levar os cinco criminosos à justiça. Definitivamente, os dois heróis tem modos de agir bem diferentes. O Capitão América acaba convencendo Wolverine de trazê-los vivos para descobrirem quem criou os projéteis que se fixaram em seu esqueleto de adamantium e bagunçaram seu fator de cura.

Capitão América, Wolverine e Warbird chegam até um depósito onde a Contingência tenta matar agentes da IMA com quem negociavam o chip. Apesar da confusão, um a um dos criminosos é derrotado e capturado. Capitão e Warbird vão para fora, onde Wolverine e Êxtase se enfrentavam. A vilã não está mais no local e Wolverine disse que fez o que precisava ser feito... além de recuperar o chip.

Mais tarde, no Quartel-General da SHIELD, Sharon Carter se surpreende com a presença do Capitão América, que invadiu seu escritório. O herói não está nada contente com o que descobriu. Antes, ele perguntou para Sharon pra que contingência o grupo dissidente da SHIELD foi criado. E ele descobriu que... A Contingência foi treinada pra exterminar mutantes. Um grupo sob orientação da SHIELD... e de Sharon Carter. Ela justifica que só esteve envolvida na reta final do projeto. Mas também admite que a Segurança Nacional não tenha como saber quem são os mutantes "bonzinhos". Aquele era apenas um plano de contingência para conter o avanço mutante, caso algo pior os envolvendo acontecesse. Steve a lembra que ele esteve na Segunda Guerra e foi testemunha do holocausto... e de que não iria permitir que seu próprio país patrocinasse algo parecido. Seu último aviso é que não irá permitir a reativação do projeto. Se isso acontecer... ele está disposto a derrubar a Contingência, a SHIELD... incluindo Sharon.
ÂmagoNews:

* De certa forma, pode-se dizer que estivemos em parceria com o site Aracnofã, através de seu divertido podcast Twip View Classic. O programa apresenta as edições passadas relacionadas ao Homem-Aranha e, por acaso, esbarram em duas histórias envolvendo o Capitão América. Resultado: tive a honra de participar (e me divertir muito, muito, muito mesmo) desse episódio. Como bônus (e em um surpreendente improviso natural do bate-papo) acabamos por formar uma espécie de "mini-podcast" dentro do podcast, ao abordar um polêmico tema relacionado ao mercado de quadrinhos. Ouçam e divirtam-se com a gente:  Thwip View Classic 081 – Captain America (1968) #137-138 e Daredevil (1964) #77-Sub-Mariner (1968) #40

Nenhum comentário: