sábado, 25 de janeiro de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 567

 - Captain America n° 11 (Maio de 2003)
* "The Extremists - Part 5", escrita por Chuck Austen, desenhada por Jae Lee

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Marvel 2003 n° 11 ("Os Extremistas - Parte 5")

Nick Fury ainda se incomoda com a presença da atlante conhecida como Hana:

"Quer dizer que cê apareceu do nada e tirou o Capitão do mar antes que ele se afogasse. Só por isso devo confiar em ti?"

Ela, espertamente, retruca:

"Você se enrola na bandeira americana e só aparece depois que o estrago está feito. Só por isso se julga confiável?"

O Capitão América já sabe que Inali controla o clima. Baseado nisso, decide solicitar uma ajuda de peso: Thor, o deus do trovão e seu amigo vingador.

Dum Dum Dugan conta que enviaram o agente Inali para o complexo de engenharia humana para descobrir porque se gastava tanto nele. Inali encontrou os cientistas supervisionando e aperfeiçoando os clones, mas, em vez de relatar o que encontrou... decidiu agir sozinho... e acabou sendo fatalmente ferido. Antes de morrer, Inali sacou um cajado de orações indígenas e invocou o espírito de seus ancestrais, oferecendo sua vida para seguir sua vontade. Pelo visto, "algo" resolveu atender sua última vontade. Horas depois, Inali apareceu com um exército de clones de Steve Rogers, Bucky e dele mesmo, além da capacidade de controlar o clima.

Capitão América, para limpar sua mente, treina no ginásio da SHIELD junto a Hana. Apesar de formidável, ele ainda a supera em suas habilidades físicas. Mas, realmente, o fato de alguém tão habilidosa e que respira embaixo d'água aparecendo no momento em que ele estava se afogando... é algo que está além da coincidência. Desconfiado, ele pergunta quem a enviou. Ela só confirma que, sim, estava pela região, pois o reino da Atlântida não fica tão longe da Flórida. O herói deixa esse questionamento de lado. Afinal, seja quem for que a enviou... o quer vivo.

Thor enfrenta Inali, que consegue revidar graças ao poder concedido pelo deus do trovão do povo sioux: Haokah. Porém, esse momento de concentração se torna distração... para que o Capitão América o ataque.

Steve fica chocado com a linha de pensamento de Inali:

"Ninguém é inocente, Steve... quer você queira aceitar, quer não... todo americano é cúmplice das trevas que este país espalha pelo planeta... ao pagar seus impostos."

O povo, a maior vítima de atrocidades de vilões como Inali, sendo culpado pelas decisões de seus governantes. Uma linha de pensamento que só existe na argumentação de um terrorista. Inali provoca o Capitão, lembrando-o que suas memórias após a morte de Bucky podem ter sido implantadas pelo governo da América que tanto defende. O Capitão América acredita que essas lembranças, que seriam falsas, são fruto da alucinação causada pela poção que foi obrigada a beber. Mas Inali ainda lhe dá mais um motivo para desconfiar:

"Eles te congelaram porque não podiam te controlar. Eu encontrei os filmes. Os arquivos. Aí, tentaram clonar uma versão mais cooperativa de você. Uma que não resistiria se precisassem matar milhões de japoneses inocentes no final da guerra."

Nesse momento, o corpo de Inali começa a desfazer. É isso que acontece com um clone. Eles são molecularmente instáveis e acabam se desintegrando... principalmente se tiverem o poder de um deus sioux os consumindo por dentro. Inali, no entanto, tem outros corpos. Muitos mais. E promete voltar. Mas o Capitão diz que ele não fará isso.

Quando o herói viu a fita em que o vilão invoca os espíritos, lembrou-se do único ancestral vivo de Inali. Seu avô. Um velho sioux com atitudes antiamericanas, profundas crenças xamanísticas e ligações com deuses tribais. Ele estava ajudando Inali a ser o hospedeiro de Haokah. O Capitão não seria capaz, no entanto, de destruir Inali. Isso ficaria nas mãos de outros. De fato, naquele momento, Fury e seus agentes invadem uma reserva em Dakota do Norte e prendem o avô de Inali... além de destruir os demais corpos clonados.

Com Inali derrotado, Thor consola seu amigo diante da cidade devastada pela tempestade que vitimou 147 cidadãos:

"Bom Capitão... conheço-te bem e sei que lamentas profundamente a perda de inimigos derrotados. Contudo, uma vez que tenhas chorado por um oponente tão digno, pensa nas palavras de Ricardo III. A consciência é apenas uma palavra usada pelos covardes para conter os poderosos. Que os nossos braços sejam nossa consciência... o martelo e o escudo nossa lei. Eu e tu sempre marchamos juntos, bravamente, fazendo o que sabemos ser correto."

E o Capitão, finaliza a citação:

"Se não é um mundo que transformaremos no paraíso, podemos seguir lado a lado... para o inferno."
A+:

* "Dividir para conquistar", como é citada pelo Capitão América quando Thor é usado como distração contra Inali, é uma regra da terminologia política que também foi utilizada como estratégia de guerra pelo governante romano Cesar e o imperador francês Napoleão. A regra é válida para os dois lados, tanto para descentralizar e desestruturar o centro de poder do inimigo, quanto para ampliar as possibilidades com aliados fiéis ao comando de quem os ataca.

* Miami, onde também fica o Centro Nacional de Furacões, é uma das cidades que enfrentam temporadas de violentas tempestades. Furacões avançam pelo Atlântico e Caribe até atingir suas praias. A má fama climática da região serviu de pano de fundo mais verídico para a história.

* A peça Ricardo III foi escrita em 1592 pelo dramaturgo William Shakespeare, que se baseou na história do Rei Ricardo III da Inglaterra. O texto citado (praticamente declamado) por Thor e Capitão América é uma adaptação livre de um trecho da peça, trocando apenas alguns termos em relação ao original. Por exemplo, ao invés de “... o martelo e o escudo sejam nossa lei.", em uma clara referência às armas dos heróis, o original cita que a espada seja a lei.

4 comentários:

curtidas no instagram disse...

Amei o post muito bom !

Marcos Dark disse...

Bom que esteja se divertindo conosco.
Vem muito mais por aí.

Anônimo disse...

Olá!!!!

Olha só, essa teoria do Inali "Eles te congelaram porque não podiam te controlar. Eu encontrei os filmes. Os arquivos. Aí, tentaram clonar uma versão mais cooperativa de você. Uma que não resistiria se precisassem matar milhões de japoneses inocentes no final da guerra" é incomodamente boa. Poderia ser a verdade.

Jae Lee q desenhoou aquela mini-série foda dos Inumanos <333 Olha só como o Thor tá lindo, vou ter q baixar essas hqs!

E o Steve terminou meio depressivo né? Tenho uma citação pra ele, do Churchill "Se estiver passando pelo inferno, continue caminhando" LOL


Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

É bem isso mesmo. Uma época depressiva, enfim, de muitas incertezas.