segunda-feira, 25 de novembro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 522

- Captain America n° 1 (Janeiro de 1998)
* "The Return of Steve Rogers", escrita por Mark Waid, desenhada por Ron Garney, artefinalizada por Bob Wiacek

Publicada no Brasil, pela Editora Abril, na revista Marvel 2000 n° 1 ("Capitão América")

A última coisa de que o Capitão América se lembra é de estar enfrentando o monstro chamado Massacre junto aos Vingadores e o Quarteto Fantástico. Agora, sem nem mesmo saber quanto tempo se passou, ele se vê no meio de Tóquio, no Japão, enfrentando terrorista que lutam contra a invasão cultural americana no país.

Os terroristas recebem a ajuda da vilã Lady Letal, que convence seu líder a cometer um ataque suicida. O Capitão América consegue deter a vilã e convencer o líder a desistir do ataque. Ainda assim, é incômoda a forma como a invasão cultural é incisiva entre a população. Mais do que ninguém, o Capitão América admira a forma como o país que representa é mostrado... mas aquilo já parece algo muito fora do controle. Para piorar, o centro das atenções é justamente uma superprodução mostrando a sua história de vida. 

A+:

* Antes do projeto Heróis Renascem, um ano antes dessa história, o escritor Mark Waid e o desenhista Ron Garney fizeram a revista do Capitão América ser um grande sucesso de público e crítica. Sua saída, portanto, mostrou ser uma aposta um tanto quanto abrupta em algo que estava dando muito certo. Com o fim do projeto, a Marvel demonstra voltar "com o rabo entre as pernas", dando novamente chance a dupla que, para felicidade do mesmo público e da mesma crítica (ou aos que ainda não desistiram durante o malfadado projeto), volte em grande estilo em uma nova revista mensal do Capitão América.

2 comentários:

Anônimo disse...

OLÁ!!!!

DM, então aquela fase HORROROSA terminou mesmo??????????????
Tipo, duas edições depois não tá tudo descaracterizado? Essa terrível provação terminou né?

Aplausos pra vc que precisou reler essas estórias ruins <3


Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

Passou... passou... passou...