segunda-feira, 7 de outubro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 510

 - Captain America 3 (Janeiro de 1997)
* "Patriotism", escrita por Rob Liefeld e Jeph Loeb, desenhada por Rob Liefeld, artefinalizada por Jon Sibal e Larry Stucker

Publicada no Brasil, pela Editora Abril, na revista Capitão América n° 3 ("Patriotismo")

Nick Fury explica que, em 1945, o Capitão América discordou da decisão do presidente Truman em lançar as duas bombas atômicas no Japão, ato que deu fim a Segunda Guerra Mundial. Porém, um símbolo americano como o herói não poderia ser contra a decisão do governo de forma que o público soubesse. Contrário a ordem de apoiar publicamente o presidente, o Capitão América teve sua mente obliterada e o soro do supersoldado o conservou durante todos esses anos. Toda essa operação foi conduzida pelo próprio Nick Fury. 

Apesar de revoltado com a vida de mentiras que lhe foi imposta, Steve recebe uma nova chance de trabalhar com o governo, através da SHIELD e Nick Fury, mesmo porque, do contrário, poderá voltar a ter sua vida ilusória novamente. Ele aceita a proposta, conquanto que agora as coisas sigam conforme seus termos.

Chegando ao porta-aviões aéreo da SHIELD, Steve é apresentado para sua nova equipe, formada pela agente Sharon Carter e pelo braço direito de Fury, Timothy Aloysius Dugan, também conhecido como Dum Dum. De certa forma, a própria SHIELD foi nomeada assim em homenagem ao Capitão América (uma vez que a sigla forma a palavra "shield", escudo em inglês). Depois de lhe dar seu uniforme de Capitão América, Fury pretende apresentar Steve ao grupo conhecido como Vingadores.

No cemitério nacional de Arlington, na Virgínia, onde velhos soldados vão ao morrer, o Capitão América visita um pesaroso Tenente Samuel Wilson. Apesar do herói não ter conhecido tão bem o pai do tenente Wilson, diz que o pouco que sabe mostrou que ele era um homem decente. No entanto, o tenente Wilson não está nem um pouco contente com a consideração, já que seu pai praticamente dedicou a vida a encontrar o Capitão e devolver seu escudo. Diante do clima pesado que se forma, o Capitão América é atacado por um homem uniformizado em uma roupa preta e com uma espécie de máscara de caveira cobrindo seu rosto. O inimigo pouco fala, mas a insígnia em seu peito na verdade já diz que se trata... de Ossos Cruzados.

Continua...

2 comentários:

Anônimo disse...

DM, quando essa fase termina??????????????????????????????????????????????????????????????????


Beijos
J.

Marcos Dark disse...

Menos do que muita gente imaginava. Aguenta as pontas aí.