terça-feira, 1 de outubro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 504

 - Sergio Aragonés Massacres Marvel (Julho de 1996)
* "Sergio Aragonés Massacres Marvel", escrita por Mark Evanier, desenhada por Sergio Aragonés, artefinalizada por Sergio Aragonés, Terry Austin, Steve Leialoha, Al Milgrom, George Pérez, John Romita Sr, Josef Rubinstein, Marie Severin e Joe Sinnott

Publicada no Brasil, pela Editora Abril, na Sergio Aragonés Massacra a Marvel ("Sergio Aragonés Massacra a Marvel")

Nesta sátira sobre o Universo Marvel, o Capitão América é descongelado novamente de um estranho cubo (em referência ao cubo onde ficou preso quando curado pelo Caveira Vermelha), mas não está nada satisfeito. Afinal, voltou a um mundo onde, segundo ele, está “cheio de policiais corruptos, falsos evangélicos que invadem a TV, ricos que enriquecem e pobres que empobrecem”. No final, ele reclama tanto, que os outros vingadores são convencidos a se congelar também. Nem mesmo esperam a chegada do estranho vilão Senar, o Gago Sério, que interliga as várias histórias dessa sátira.
A+:

* Depois de brincar com o universo de super-heróis da DC Comics, o cartunista Sergio Aragonés (famoso por seus cartuns nas bordas da revista humorística MAD) tem a chance também de brincar com os heróis Marvel. Em parte, a proximidade desses dois projetos com personagens de editoras diferentes se deve à "lua de mel forçada" que a Marvel e DC tinham na década de 90, trégua que serviu como estratégia para manter espaço nas vendas contra o fenômeno da editora Image. Além dos dois especiais, Aragonés também teve a chance de trabalhar com elementos dos quadrinhos baseado na franquia de Guerra nas Estrelas, publicados pela editora Dark Horse. A Dark Horse, considerada a terceira editora em vendas, ao contrário da Marvel e DC, se viu mais ameaçada ainda pela Image, por perder sua posição nesse ranking. Além disso, o próprio surgimento da Image desencadeou uma verdadeira explosão de editoras e selos menores no mesmo segmento, o que ameaçava ainda mais a Dark Horse, bem como incomodava a Marvel e DC (e acabou superlotando toda a indústria de quadrinhos como um todo).

Nenhum comentário: