quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 484

 - Captain America 440 (Junho de 1995)
* "Dawn's Early Light" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Dave Hoover, artefinalizada por Marie Severin, Dan Bulanadi, Don Hudson

Publicada no Brasil, pela Editora Abril, na revista Marvel 97 n° 5 ("Primeiro Ataque Contra A IMA")

Capitão América se encontra com Redentora, Jack Flag, Falcão, Fabian e Nick Fury. Ele ainda esperava pelo Gavião Arqueiro, mas ele não pôde comparecer. Apesar de relutante, o herói aceita levar os novatos Jack Flag e Redentora para a missão. A SHIELD registrou pulsos de energia na ilha onde está a IMA. A freqüência é igual à do Cubo Cósmico. O objeto é capaz de alterar a própria realidade. Se a IMA estiver produzindo outro, eles têm que tomar o cubo. Fury tem que saltar, pois está em espaço restrito.

Próximo a Boca Caliente, a ilha da IMA, o quarteto de heróis mergulha para chegar até o local. Enquanto isso o piloto Zack e Fabian seguem para o outro lado da ilha, onde, em determinado horário, irão liberar robôs para confundir os agentes criminosos. Eles se valem dos barcos dos ilhéus, nadando por baixo deles sem serem detectados. Pouco depois, Redentora e Jack Flag seguem para a central de segurança para tentar desativá-la, enquanto Capitão e Falcão seguem pelo ar.

Capitão América chega a uma enorme cratera, provavelmente onde estão ocorrendo pulsos de energia. A idéia dele é mergulhar no poço... mesmo com o perigo de a energia matá-lo. Ao chegar próximo ao local, o herói, vestindo sua armadura, quase é atingido por uma descarga de energia. Os sensores de sua armadura voadora começam a falhar e ele some no clarão.

O Falcão tenta localizar o Capitão, em vão. Durante seu vôo, ele é atacado por um agente da IMA... e percebe que ele mudou para a forma do vilão Açor Assassino.

Imóvel dentro de sua armadura, o Capitão América ainda vive. Mas até uma criança poderia matá-lo agora que ele não pode mover um músculo. Ele nota uma aproximação. Para sua surpresa é a vilã Supéria. Sorrateiramente, ela injeta algo em sua bochecha... e se afasta. O que ela terá feito?

Continua...

Nenhum comentário: