terça-feira, 30 de julho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 440

 - Captain America 400 (Maio de 1992)
Publicada no Brasil, pela Editora Abril, na revista Capitão América 197 ("Assassinato por Decreto")

História: 

* "Murder By Decree" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins e artefinalizada por Danny Bulanadi.

Capitão América acorda em meio ao caos. Na capital do Império Kree, uma explosão faz com que o teto do local onde se encontra desabe. Cavalgando as ondas de choque, o herói atinge a parede, mas os destroços continuam caindo e ele está prestes a ser soterrado. Suas últimas lembranças são a de estar sendo levado por policiais krees até a câmara da Inteligência Suprema, recém empossado como líder do império. Lembra-se também de ver corpos em tubos, provavelmente os krees mortos cujas mentes a Inteligência absorveu. 
Quando a criatura começou a falar... ocorreu a explosão. O herói sobrevive. Em meio à escuridão absoluta, alguém o surpreende. Ele reconhece a voz e para sua surpresa... trata-se do Rei Cobra. Mas, como isso é possível, já que ele está em outro planeta? Mas as surpresas não terminam por aí e outros de seus inimigos surgem. Batroc. Apátrida. Víbora. Caveira Vermelha. Ossos Cruzados. Independente da lógica do que está ocorrendo, esta tem tudo pra ser a pior batalha de sua vida.

Finalmente, após uma árdua luta, o herói é dominado e o Caveira Vermelha está prestes a usar a fumaça de sua cigarrilha no rosto do Capitão América. Essa fumaça causa uma horrenda morte, onde a vítima tem seu rosto deformado como uma... caveira vermelha. Por um instante, Batroc alivia o braço direito do herói, que aproveita a oportunidade atinge o Caveira, fazendo com que a fumaça faça outra vítima: Ossos Cruzados. 

Um a um, ele vai derrotando seus inimigos. Exceto Batroc que, apesar de ser um vilão, parece agir com a mesma honra que o Georges Batroc conhecido pelo Capitão. Para constatar, o herói pede que Batroc tire sua máscara. É então que ele pode ver... que não há um rosto por trás dela. Como o Capitão suspeitava, os vilões foram criados a partir de sua memória, já que ele jamais viu o rosto de Batroc. Quando percebe o truque, os vilões desaparecem.

Logo em seguida, um dos tentáculos a Inteligência agarra o herói. Foi ela quem criou as ilusões para testá-lo, uma vez que pretendia absorver sua mente. Mas o desejo de liberdade do Capitão o tornaria um perigo para sua formação. Por isso, a criatura o liberta.

Enquanto isso, uma astronave, rebocando uma poderosa bomba, passa por um portal estelar e se aproxima do Sol da Terra. O capitão da nave ordena uma mudança de curso para um segundo portal, a meros quinze mil quilômetros dali. Do outro lado do portal, fica o Império Kree, onde a bomba será detonada... e os quinhentos bilhões de habitantes da galáxia morrerão.

Continua...
A+:

* O título brasileiro dessa história, Assassinato por Decreto, remete a uma história de Sherlock Holmes, de mesmo nome, levada aos cinemas em 1979, com o ator Christopher Plummer interpretando o famoso detetive enfrentando o notório Jack, o Estripador. Para ver o trailer: http://www.youtube.com/watch?v=JJIRu2pDE3I . Mas também é uma brincadeira onde a última sílaba da palavra "Decree" (no título original, em inglês) é a sonorização do nome da raça envolvida nessa história, os kree.

Nenhum comentário: