quarta-feira, 8 de maio de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 370

 - Captain America 363 (Novembro de 1989)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América 168 ("Luar sobre Madripoor")

História: 

* "Moon Over Madripoor" - Escrita por Mark Gruenwald e Kieron Dwyer, desenhada por Kieron Dwyer, artefinalizado por Danny Bulanadi

Capitão América volta para a Ilha dos Vingadores (passando antes no Egito para dizer a Múmia Viva que a bloodstone se perdeu), mas ainda está intrigado com o sumiço de Cascavel. Chega a assumir que está sentindo falta dela.

Logo, recebe uma ligação que diz que Cascavel está em Madripoor. Ele, no entanto, só acredita quando a ouve gritando do outro lado, alertando que se trata de uma armadilha. Transportado pelo jato pilotado pelo coronel Jameson (que pede ao Capitão para ser chamado apenas de John), o herói salta em Madripoor e segue para o bar barra pesada Macaco de Bronze. Lá, ele encontra um homem com uma máscara de caveira e um uniforme onde se destacam ossos cruzados (tal qual uma bandeira estilizada de pirata). O mascarado exige que o herói lhe dê o escudo. Notando que se trata do captor de Cascavel, o Capitão o persegue pelo cais, mas é pego em uma armadilha. Agora, o pé do herói está preso e o mascarado se aproxima com uma arma na mão.

Continua...
A+:

* A cidade fictícia de Madripoor fica em uma ilha próximo a Cingapura. A criminalidade do local é tão alta que suas atividades ilícitas chegam a ser uma das bases do governo local. Vários vilões frequentam a cidade, bem como, ocasionalmente, alguns heróis são vistos por lá. O mais notório herói a viver em Madripoor foi Wolverine, quando se envolveu na parte pobre (e criminosa) da cidade sob o codinome de Caolho. Boa parte das aventuras do personagem entre os anos 80 e 90 se passaram em Madripoor. Nessa aventura do Capitão, inclusive, a silhueta de Wolverine aparece em um beco, observando a movimentação do vilão.

6 comentários:

Anônimo disse...

Olá :)

Era o Wolverine? Nem reconheci!

A Diamondback começou bem mal, mas tiraram ela do papel de vítima e ela se esforçou tanto para se libertar, que eu estou adorando ela <3

Mas o Crossobones tem q morrer, não gostei NADA dele.

(e tinha uma segunda estória, a Vagabond é alguma heroína)

Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

Sim, era o Wolverine. Bem discretamente, mas era. A silhueta de seu inconfundível penteado o entrega.

A Vagabond aqui foi batizada de Andarilha e era parceira do Nômade.

Anônimo disse...

Oh, eu lembro da Andarilha. (E o Demo ainda estava vivo naquela fase.)

J.

Marcos Dark disse...

Estava. Que Deus o tenha.

Anônimo disse...

DM, q crueldade! Você vai ver #Demolives vai surtir efeito. (Em algum momento. Num futuro não muito distante, eu espero)

J.

Marcos Dark disse...

Hahaha. Tá bom. Vou me redimir: #Demolives