terça-feira, 23 de abril de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 355


- Captain America 350 (Fevereiro de 1989)
> Publicada no Brasil nas revista Capitão América 160 ("Ressurreição")

História: 

* "Ressurrection" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por John Byrne e artefinalizada por Jose Marzan Jr

História secundária da edição n° 350 da revista mensal do Capitão América, que serve para revelar como o Caveira Vermelha voltou da morte e mostrar um resumo dos principais fatos na vida do vilão.

Em algum lugar dos Alpes Suíços, encontra-se o laboratório de Arnim Zola. Durante a Segunda Guerra, Zola serviu Adolf Hitler. Entre suas maiores realizações, estava um método para preservar a consciência após a morte. Empregou o processo pela primeira vez em si mesmo, transferindo sua inteligência para um clone cujo cérebro estava implantado no peito. Depois usou o processo em Adolf Hitler, permitindo ao ditador sobreviver à morte e habitar uma sucessão de corpos ao longo das décadas. Neste dia, apenas alguns anos atrás, Zola empregou seu aparelho num homem talvez tão perigoso quanto o próprio fuhrer.

O clone acorda em um tanque com uma estranha substância líquida. Aos poucos, lembranças vão invadindo sua mente. Seu nome é Johann Shmidt. Ele vê um bebê sendo submerso numa bacia pouco depois de nascer... seu pai, culpando a criança pela morte da mãe no parto... Ele era um alcoólatra que atormentava a mulher. Estava furioso porque ela havia encontrado um meio de fugir a suas agressões. O homem teria afogado a criança... não fosse a rápida intervenção do obstetra. Então, ele se suicida horas depois, e a criança é levada a um orfanato. Como sua mãe, se torna vítima do abuso de outros. Como seu pai, detesta a vida e a gentalha que infesta o mundo. Então, ao ser rejeitado por uma mulher... a espanca até a morte.

Fugindo para Berlim, ele consegue seu melhor emprego... o de atendente num hotel de luxo... e tem a oportunidade de servir Hitler, que afirmava ao chefe da Gestapo que poderia transformar qualquer pessoa num grande nazista, inclusive um reles atendente de hotel. Ele então fita os olhos do atendente e enxerga todo o ódio e ressentimento em seu coração. Nos meses seguintes, o fuhrer supervisiona pessoalmente o treino do jovem. Juntos, eles criam uma nova identidade para o nazista perfeito... uma figura aterradora... para expressar tudo àquilo que um líder popular como Hitler não poderia manifestar... o Caveira Vermelha.

Ele vê o Caveira lutando com o Capitão América... um soldado que se contrapunha ao ídolo do nazismo. Certa vez, o Caveira capturou o Capitão e o levou à presença do fuhrer... mas o americano consegue escapar e novos confrontos se dão no decorrer da guerra. Em Berlim, enquanto os aliados jogavam suas bombas, os dois inimigos se enfrentavam num bunker sob as ruas... que desmoronou sobre eles. O Capitão América escapou, o Caveira Vermelha foi soterrado... próximo a um frasco de gás de prolongamento da vida experimental. Quando as trevas se desfazem, décadas haviam se passado sem cobrar seu preço do corpo do nazista. Então, ele se volta contra seus salvadores, o grupo Ideias Mecânicas Avançadas (IMA), e rouba sua maior aquisição, o Cubo Cósmico... um objeto capaz de alterar realidades.

Ele vê o americano, que passou décadas em animação suspensa, à procura do Caveira Vermelha. O confronto contra seu arqui-inimigo enche de glória o peito do Caveira... apesar de o Cubo Cósmico ser perdido. Semanas depois, em novo confronto, o Caveira Vermelha aprisiona o americano numa bolha de plástico... um aparelho vital em seu novo plano para dominar a humanidade... mas o Caveira não resiste a zombar de seu inimigo e leva o maldito a enfrentar um robô de seu falecido parceiro Bucky Barnes. Enquanto isso, o Caveira Vermelha cercava vários quarteirões de Manhattan numa bolha hermeticamente fechada. Mas seu plano é frustrado.

Ele vê o terceiro confronto pós-guerra entre os dois, alguns meses depois, quando o Caveira ativa... um robô nazista de considerável poder. O americano consegue derrotar o monstro, mas o preço pago foi a revelação de seu afeto por certa agente de espionagem. O Caveira levou a mulher para sua ilha fortaleza. Mas o Capitão conseguiu libertar sua amada. Na ilha, ele nota uma lavadeira que lembra sua mãe. O nazista decide que é seu destino dar à luz um herdeiro seu. Porém, do ventre da moça não nasce o menino que o Caveira desejava, mas uma menina. Furiosamente, ele leva a recém-nascida ao mar... e tenta afogar a pequenina exatamente como seu pai fizera décadas atrás. Então, ele se detém e permite que a criança viva. Contrata uma babá para supervisionar sua educação. 

O Caveira volta a se apossar do Cubo Cósmico... trocando de corpo com o americano no intuito de desacreditá-lo. O Capitão América é então teleportado para uma ilha isolada, onde conhece Samuel Wilson, um negro que ele treina para ser o Falcão. Lá, ambos enfrentam os velhos aliados do Caveira... os Exilados. Porém, antes que o Caveira iniciasse sua conquista ao mundo... o Cubo dissolve-se em suas mãos.

Frustrado em seus planos, ele então se volta contra déspotas estrangeiros. Primeiro, o Rei Hassab da Arábia... depois, Victor Von Doom, monarca da Latvéria. Nenhuma das investidas deu certo. De volta à América, o Caveira organiza a Milícia do Povo, um grupo militante que incitava os negros do Harlem à revolta.

Ele se vê agora em Las Vegas, competindo com o Rei do Crime por uma facção da Hidra. O Capitão América e o Falcão assistiram a tudo sem poder interferir... quando o Quinto Hibernante investiu contra a cidade. De alguma forma, eles conseguiram deter o gigante.

Ele vê o Caveira em Nova Iorque meses depois, tento assassinado um substituto do Capitão América... e agredindo o Falcão. Então, em Washington, o Caveira continua seu reinado de terror executando um homem de negócios com seu pó da morte. O Capitão América conseguiu mais uma vez escapar de seu destino.

Ele combate pela segunda vez Victor Von Doom. Ambos estão na Lua. Destino vence e abandona o Caveira no satélite, mas o nazista é resgatado por agentes do Monge do Ódio... um clone de Adolf Hitler. O Monge reapresenta o Caveira a Arnim Zola. Meses depois, no castelo de Zola, o Capitão América enfrenta uma horda de suas monstruosidades genéticas, quando o Caveira surge para destruí-lo. O combate não se conclui.

Ele vê um Caveira Vermelha impostor a bordo do Porta-Aviões Aéreo da SHIELD, com os membros da agência como servos. Mas, novamente, o Capitão América subverte o plano do Caveira desarticulando o satélite da morte, que teria escravizado os humanos.

Ele vê um estúdio cinematográfico em Hollywood, onde o Caveira forçou o Capitão América a enfrentar o Ameridróide. Naquela época, o gás prolongador da vida, que mantinha o Caveira vivo por décadas, começou a dissipar. Seus cientistas criam uma máquina para acelerar o crescimento. O Caveira usa o aparelho em sua filha... transformando a menina em adulta da noite para o dia. Ele lhe dá o nome de Madre Superiora... e ao seu lado organiza a vingança suprema sobre seu inimigo. A madre sequestra a namorada de Steve Rogers, Bernie... seu amigo de infância e companheiros do presente e passado. Todos presos num calabouço para garantir a cooperação do Capitão América.

Ele vê o Capitão América inconsciente diante das três pessoas que mantiveram o sonho nazista vivo... Zola, o filho do cientista alemão Heinrich Zemo, e ele... o Caveira Vermelha. Zola retirou amostras de células do Capitão América para com elas criar um clone. Então, num bunker abaixo da Mansão do Caveira, o vilão diz ao seu maior inimigo como ele o envelheceu artificialmente para que sofresse o mesmo destino... e como administrou em ambos veneno suficiente para assegurar que nenhum dos dois sobreviveria.  Então ataca o Capitão América para que ambos possam morrer como viveram... em luta. Perdendo, o Caveira suplica para que o Capitão América asfixie seu corpo moribundo, mas o ele não faz isso. O Caveira morre em seus braços, amaldiçoando seu inimigo.

Então, tudo fica escuro... e a única coisa de que o clone se lembra é de acordar no laboratório de Zola. Ele sabe que é o velho que morreu. Ele é Johann Shmidt, o Caveira Vermelha. Ele também sabe que Zola usou o mesmo processo que empregou para transferir a consciência do fuhrer a vários clones. Porém, aquele não é seus corpo restaurado, mas sim o organismo de seu inimigo. Agora, o Caveira Vermelha é fisicamente idêntico a Steve Rogers. 

Quando Zola lhe devolve a máscara, Johann diz que não vai usar. Pois, com a nova vida que recebeu, deve abordar sua missão de maneira sutil.

Nenhum comentário: