quinta-feira, 21 de março de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 324


 - Captain America 324 (Dezembro de 1986)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América n° 131 ("Surge o Superpatriota")

História: 

* "Speed Trap" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Paul Neary e artefinalizada por John Beatty

Capitão América invade um armazém onde, supostamente, traficantes de armas estão fazendo negócios. No entanto, o que encontra são jovens com armas de brinquedo em um jogo de manobras de combate. Mesmo assim o herói chama a atenção por estarem fingindo que matam uns aos outros. O que choca o herói é que ele mesmo se tornou uma espécie de exemplo para os jovens, agora que a execução do terrorista, feita por ele, se tornou pública. Mais chocante ainda é que, quando entra no armazém, os jovens temem que ele possa agir de forma violenta e letal.

Logo depois, o herói relembra os últimos acontecimentos. Sua vida não está nada bem. Ele considera aceitar o convite da SHIELD para se tornar um agente, mas, para isso, teria que abandonar sua linha direta, algo em que investiu muito financeira e emocionalmente. E por falar nessa Linha Direta, nem mesmo ela anda funcionando como previa. Cogita, então, contratar um agente publicitário, assim como o Superpatriota fez, para divulgar seu serviço.

Steve Rogers está voltando para Nova York, quando recebe uma mensagem em sua linha direta de um velho conhecido: Nômade. Seu antigo parceiro pede ajuda, pois está investigando o supervilão conhecido como Tufão. Steve decide desviar do caminho e atender o chamado.
No meio do caminho, em uma parada de caminhões, Steve Rogers se depara com um estranho fenômeno no estacionamento. Pequenos redemoinhos estão surgindo no local. Provavelmente, trata-se de Tufão, apesar do herói não ter localizado Nômade.

De fato trata-se de Tufão, vilão capaz de girar em alta velocidade em torno de si mesmo, atingindo suas vítimas com golpes. Só que, dessa vez, Tufão está com um arsenal novo: lâminas em seus punhos, que são ainda mais mortais enquanto está girando. O vilão foge ao tentar resistir contra o Capitão América. O herói o persegue pela estrada... mas sua moto acaba derrapando em uma substância ultra escorregadia, levando-o até outra substância pegajosa. Logo, o herói identifica que Tufão tem um cúmplice. Trata-se do Ardiloso, vilão com um arsenal de cola especial, que agora também utiliza uma espécie de graxa super derrapante.

A intenção de Tufão, que fingiu ser Nômade pedindo ajuda, é matar o Capitão América para deixar de ser visto como um vilão de terceira categoria. Preso na cola do Ardiloso, Capitão América fica a mercê das lâminas do Tufão. Porém, quando o vilão se aproxima rodopiando, o herói tira seu cinto e consegue fazer com que Tufão perca o equilíbrio, caindo na cola de seu cúmplice. O herói tira suas botas (que ficaram presas no chão) e parte pra cima de Ardiloso, desacordando-o e jogando-o em sua própria cola. Capitão América prende a dupla e, utilizando a graxa do Ardiloso, consegue soltar suas botas e seu escudo, que estavam presos.

Nenhum comentário: