terça-feira, 12 de março de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 315


 - Captain America 315 (Abril de 1986)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América n° 123 ("O Amargo Gosto da Traição")

História: 

* "Creatures of Love" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Paul Neary, artefinalizada por Dennis Janke

Bernie conversa com Steve sobre sua decisão em mudar-se para Wisconsin, a fim de levar adiante seus estudos em Direito. Ela nota que, perto dele, nunca irá atingir esse objetivo. De qualquer forma, as atividades dele os têm afastado cada vez mais, principalmente depois da implantação da Linha Direta com o Capitão América. Bernie pretende se tornar uma advogada e pede que ele entenda sua decisão. Ele aceita e ela o conforta dizendo que o amor, apesar da distância, continuará o mesmo.

No meio da conversa, dois ilustres convidados chegam ao apartamento: Clint e Bobbi (secretamente o herói Gavião Arqueiro e Harpia, respectivamente), que vieram passar uns dias na cidade. Os dois casais combinam de sair à noite e escolhem uma nova atração de luta livre, onde os lutadores são aceitos apenas se tiverem força sobre humana. Para Steve, em especial, a escolha se deve devido à participação de Armadilio, o monstruoso homem tatu que enfrentou recentemente.

Na arena, Armadilio parece uma espécie de estrela e vence seu oponente. Steve vai até o camarim, como Capitão América, cumprimentar o ex-vilão por encontrar uma forma honesta de ganhar a vida. No caminho, erra de porta e flagra um casal namorando em uma das salas. Finalmente no camarim, Capitão e Armadilio trocam gentilezas. Armadilio explica que sua esposa, antes paralisada, recuperou-se graças ao doutor Malus, que foi obrigado a curá-la. Ao apresentá-la para Steve, uma surpresa... é a mesma mulher que encontrou namorando com outro, momentos antes. Steve se remoeu por não ter contado a verdade a Armadilio, mas Bernie, Clint e Bobbi são de opinião de que ele não deve se meter.

Dias depois, Steve ajuda Bernie com a mudança, quando escuta no rádio que um monstro está destruindo o centro da cidade. É Armadilio, que descobriu tudo sobre sua esposa. Pede licença e segue para o local da confusão como Capitão América.

Capitão América tenta deter Armadilio, que está totalmente fora de controle devido à traição de sua esposa. Por fim, a criatura escala o edifício Empire States e se joga, numa tentativa de suicídio ao qual o herói não consegue deter. No entanto, devido a sua couraça, o máximo que consegue e ficar paralisado. Gavião Arqueiro chega ao local, mas, assim como o Capitão América, nada pode fazer. Quando Clint pergunta o motivo da bagunça, Capitão América explica que foi... amor.


 

SALA DE PERIGO

Quer ter esta história em sua coleção? Visite a Sala de Perigo, a loja oficial do blog Âmago, e adquira agora o exemplar nacional onde ela foi publicada. Para ir ao anúncio desta revista, acesse o link abaixo:

Capitão América 123

8 comentários:

Anônimo disse...

Quem fez essa capa estava tentando homenagear King Kong, ou é impressão minha??

Oh não, a Bernie está partindo Ç_Ç
Mas apoio ela.

Mas eu acredito que esses dois são capazes de manter um relacionamento à distância. <3
(Prove q estou certa, Steve!)

É gente q gosta de cobra, é homem tatu....o Steve está enfrentando uns vilões bem de nona categoria ultimamente, hein?!

"Dias depois, Steve ajuda Bernie com a mudança" É tão triste, eu realmente gosto de Bernie.
Por que está todo mundo abandonado o Steve, coitadinho?!!!

"se joga, numa tentativa de suicídio ao qual o herói não consegue deter. No entanto, devido a sua couraça, o máximo que consegue e ficar paralisado." o cara não tem competência nem para se matar. Até Batroc faz melhor!!!

E mais uma vez Steve vai embora sem resolver NADA.

Acho melhor mudarem o roteirista.

Beijos
J.

Marcos Dark disse...

É... tá o refugo do refugo de vilões. Mas essa "qualidade" é parte do planejamento que levará a um mistério brevemente.

Quanto a troca de roteirista... bom... digamos que Gruenwald vai ficar por muito, muito, muito, muito tempo mesmo.

Anônimo disse...

Se é tudo parte de um esquema maior, então fica mais interessante.

Espero mesmo q Mark G pare de usar soluções preguiçosas e dde tirar as pesssoas da vida do Steve, ou isso também é parte de um plano maior? Lá se foram, Arnie, Bernie, Jack.....eu não quero q ele volte aos dias de depressão!

Beijos
J.

Marcos Dark disse...

O trabalho de Gruenwald tem altos e baixos. No que diz respeito a um "plano maior", onde ele preparava saga através de histórias secundárias, era muito interessante. Por mais banal que fosse um acontecimento, bem adiante ele aproveitava um fato de tal maneira que se acreditava em um planejamento a longo prazo.

Já a "demissão" de um elenco de coadjuvantes nas histórias do Capitão é um tema controverso. É fato que o Capitão América de Mark Gruenwald era mais voltado para o lado super-herói do que para o lado pessoal (Steve Rogers). Como esse lado pessoal vinha sendo desenvolvido nos últimos anos (principalmente por DeMatteis) e esse troca de estilo foi até meio abrupta, há quem não gostou muito. A intenção de Gruenwald, nesse caso, é inserir mais ação nas histórias do herói.

Anônimo disse...

Eu estou do lado das pessoas q também NÃO gostaram dessa mudança, o Steve ficou sozinho e o Cap também.

E quem se deu bem foi o DeMattteis, né? Ele pegou a Liga da Justiça Internacional.....

J.

Marcos Dark disse...

DeMatteis não só se deu muito bem (durante muuuuito tempo) na Liga da Justiça, como também foi vingado pela própria DC Comics, quando Jim Shooter, editor responsável pela sua saída do Capitão, sofreu o mesmo tratamento ao escrever a Legião dos Super-Heróis.

Anônimo disse...

Karma.

J.

Marcos Dark disse...

Prova cabal.