domingo, 10 de março de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 313


 - Captain America 313 (Janeiro de 1986)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América n° 118 ("Missão: Matar Modok")

História: 

* "Mission: Murder MODOK" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Paul Neary, artefinalizada por Al Williamson

Cobra Venenosa e Cascavel, integrantes da Irmandade da Serpente, continuam sua busca para assassinar Modok. Acabam encontrando-o em uma base submarina abandonada da IMA. O vilão está ligado por fios, aparentemente se alimentando. Por isso, ainda enfraquecido, consegue alcançar sua cadeira e sair do local, que é inundado. Cobra Venenosa ainda consegue se agarrar a sua cadeira, mas Modok decepa seus braços (que mostram ser biônicos) e consegue fugir. Cascavel resgata seu colega e consegue arrastá-lo, desacordado, até o litoral.

No novo centro de telecomunicações do Capitão América, em meio a dezenas de chamadas, alguém parece invadir o computador do local. Ao investigar que invadiu seu sistema, descobre um jovem hacker que, junto com outros amigos, conseguiu interceptar as ligações do herói. Capitão América adverte o garoto sobre invasão de privacidade. Após o pedido de desculpas, ao demonstrar seu equipamento, o garoto mostra uma chamada urgente sobre um possível monstro alienígena e uma perseguição que o Capitão julga ser por parte da Irmandade da Serpente.

Investigando através da pista passada pelo hacker, Capitão chega até uma loja de Departamentos e se depara com a Princesa Pithon fugindo. Ela explica que a Irmandade da Serpente foi chamada, pois Modok, ao qual eles foram contratados para assassinar, escapou de sua base e se escondeu naquela loja. E que está fugindo, pois, diferente dos outros, ela não tem habilidades sobre-humanas e teme enfrentar Modok, uma criatura de forte poder mental. Ele a deixa fugir e vai atrás dos outros integrantes.

Dentro da loja, Capitão enfrenta os integrantes da Irmandade. Os que foram designados para impedi-lo, na verdade, se atrapalham por falta de tática, permitindo que o herói tente salvar Modok.
Capitão América encontra Modok sendo degolado pelos Serpentes que conseguiram alcançá-lo. Apesar de conseguir desacordar os vilões... a garganta de Modok está rasgada e ele morre em seguida.
Sem imaginar, o hacker acabou ajudando o Capitão em uma importante missão. Por isso o herói o convida, juntamente a seus amigos,  a serem uma espécie de equipe de apoio do herói.
A+:

* A ideia de uma equipe de apoio formada por jovens não é nova. O próprio Capitão América se lembra disso e fala sobre a Brigada Jovem, grupo liderado por Rick Jones que os ajudava a encontrar o Hulk. A Brigada foi, indiretamente, responsável pela criação dos Vingadores.

SALA DE PERIGO

Quer ter esta história em sua coleção? Visite a Sala de Perigo, a loja oficial do blog Âmago, e adquira agora o exemplar nacional onde ela foi publicada. Para ir ao anúncio desta revista, acesse o link abaixo:

Capitão América 118

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá!!!

Mas quem quer tanto assim se livrar do Modok?

"No novo centro de telecomunicações do Capitão América".....quanto tempo essa ideia vai durar?

"Por isso o herói o convida, juntamente a seus amigos, a serem uma espécie de equipe de apoio do herói." O Cap vai aindar por aí com grupinho de adolescentes?
Cadê a Bernie para impedir esse tipo de coisa?

Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

Quem quer se livrar do Modok (e pelo jeito conseguiu) é justamente a IMA, do qual ele era o líder.

Essa ideia de centralizar as chamadas do Capitão ainda vai durar um tempo.

O herói não vai sair com os jovens. Na verdade ele meio que os contratou para ficar na base do callcenter. Se não pode vencê-los...

Anônimo disse...

Então foi mesmo, mesmo a IMA. Pensei q fosse alguém usando o nome deles q por algum motivo sinistro quisesse se livrar do Modok.
Isso sugere uma mudança nas diretrizes deles - o q a IMA pretendem fazer agora???

J.

Marcos Dark disse...

Foi Modok, no passado, quem tomou a IMA meio que a força. Então, essa foi a oportunidade que tiveram de se livrar dessa pedra cabeçuda no sapato deles.

Eles vão continuar, mas independentes do vilão.