terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 301



- Marvel Fanfare 18 (Janeiro de 1985)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América n° 79 ("Lar em Chamas")

História: 

* "Home Fires" - Escrita por Roger McKenzie, desenhada por Frank Miller, artefinalizada por Josef Rubinstein

Capitão América enfrenta uma série de incêndios criminosos pelo bairro. A única pista que a polícia tem é um pedido de resgate. Mesmo com o herói investigando dentro do submundo, nenhum indício dos envolvidos nos crimes aparece.

Enquanto isso, o grupo responsável pelos incêndios se reúne para planejar o próximo ataque. É formado por cidadãos que acreditam que os imigrantes estão destruindo a América e tomando a oportunidade de americanos nativos. No final da reunião, decidem incendiar uma casa de repouso, mesmo contra o protesto de um dos integrantes, que é policial.

A casa de repouso é incendiada e o Capitão América ajuda a evacuar o local. Porém, é com pesar que ele constata que uma senhora faleceu, mesmo sendo salva por ele, porém sufocada pela fumaça. A caçada do herói se torna cada vez mais feroz. Mas, desta vez, o Capitão encontra uma pista: um distintivo de policial no local do crime. 

O herói localiza o policial, que delata seus companheiros. Fica chocado ao descobrir que o líder é um pai de família (que não sabe das atividades criminosas de seu patriarca). Chegando ao local onde se reúnem ficam horrorizados com o pseudo-patriotismo que pregam. Um dos integrantes tenta atear fogo na bandeira americana, mas acaba causando uma enorme explosão devido ao estoque de combustível no local, utilizado nos incêndios. Capitão América escapa e consegue salvar os remanescentes e ainda tem tempo para volta para o meio do incêndio e recuperar a bandeira americana, a qual representa. Com isso, demonstra que a América nem sempre dá a seus cidadãos coisas em uma bandeja de prata; algumas vezes tudo o que oferece é a esperança.
A+:

* Interessante notar como o Capitão América é retratado de uma forma, a ponto de agir como outro super-herói da Marvel: o Demolidor. Isso se deve a Frank Miller ter feito sucesso na editora com o herói cego. Várias características dele estão nessa história. Desde a forma de mostrar o escudo do Capitão ricochetear (algo que o Demolidor fazia com um bastão) e  até a forma de investigar sobre um crime, espancando criminosos em bares suspeitos.

Nenhum comentário: