sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 291



- What If nº 44 (Abril de 1984)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América n° 66 ("O Que Aconteceria Se O Capitão América Fosse Descongelado No Mundo de Hoje?")

História: 

* "What If... Captain Ameria Were Not Revived Until Today" - Escrita por Peter B. Gillis, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Dave Simons

E se o Capitão América fosse descongelado hoje? "Hoje", no caso, refere-se ao ano de 1984, data original em que essa história foi publicada (algo que, em um raro caso, não foi publicado com muita defasagem pela Abril, já que aconteceu no mesmo ano). Por outro lado, a história também poderia se chamar “O que aconteceria se o Capitão América NÃO FOSSE descongelado”, já que mais da metade da história se passa em um período em que ele realmente continuou sumido.

A ideia é mostrar uma pequena alteração na já conhecida mitologia do Capitão América. Através da narrativa do personagem Vigia, que mostra um realidade alternativa, relembramos os fatos que levaram o herói a ressurgir nos anos 60. Após o acidente que o lançou em águas geladas e conservou-o em um bloco de gelo, anos se passaram até que ele fosse encontrado por uma tribo de esquimós e adorado como se fosse um deus. Nessa época, o Príncipe Namor encontra os esquimós adorando aquele homem congelado e, enfurecido, o lança novamente nas águas. Momentos depois, os Vingadores encontram o herói, que acorda no submarino do grupo, sendo reintegrado posteriormente ao mundo "moderno". Essa é a história como a conhecemos.

No conto do vigia, um pequeno desvio muda todo o destino do herói. Namor mudou sua rota e não topou com a tribo de esquimós. Logo, não lançou o congelado Capitão América de volta às águas e, por sua vez, o herói continuou congelado por muito tempo.

As consequências dessa mudanças impactaram outros acontecimentos no Universo Marvel. Os Vingadores, por exemplo, acabaram se desfazendo como grupo e nunca conheceram um Capitão América que continuasse a liderar a equipe (mesmo que com novos integrantes). Era o fim definitivo dos Vingadores. Para suprir essa extinção do grupo, o Capitão América é trazido à vida. Mas não se trata do herói que lutou na Segunda Guerra, e sim o seu substituto dos anos 50, que enlouqueceu, juntamente com sua versão do Bucky, e foi congelado artificialmente em um laboratório.

O novo Capitão tem uma atitude muito mais radical no que diz respeito a defender os poderes da América. É contra, por exemplo, a entrada de estrangeiros nos Estados Unidos, alegando que estão tomando o lugar de trabalhadores e cidadãos americanos. Com essa atitude ensandecida, esse Capitão envolve-se com a política, chegando a apoiar até mesmo os obscuros integrantes do Império Secreto. Com isso, a América se torna uma terra fascista, onde as minorias são separadas por muros, que as trancafiam em guetos de miséria.

Em meio a essa trágica história, um submarino militar encontra certo bloco de gelo com o verdadeiro Capitão América dentro dele. O herói fica estarrecido quando descobre que seu Estados Unidos se tornou um local tão opressor quanto o mundo que os nazistas pregaram. Unindo-se a resistência contra o governo, formado por heróis como Nick Fury, Homem Aranha e Sam Wilson (que, nessa realidade, não veio a se tornar o super-herói Falcão), o verdadeiro Capitão América acaba enfrentando seu duplo, desmascarando-o diante da população, que agora acredita estar diante do verdadeiro guardião da liberdade. Com o fim e humilhação do Capitão fascista, o verdadeiro Capitão é ovacionado como novo herói nacional.
A+:

* O uniforme dos militares dessa realidade, levando em conta que seguem o Capitão América como seu general, é formado por um capacete com a marca do "A" do herói. Curiosamente, se parece muito com o capacete utilizado na versão cinematográfica do Capitão, em um telefilme feito na década de 70.

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá!

Gostei dessa capa!

Nossa as implicações do Steve não existir são tão severas!

E o Tony precisa de um melhor amigo, eu vi tannnnnnnta scan deles juntos. A vida não seria a mesma para o Stark. E Guerra Civil ainda nem tinha acontecido, mas isso com certeza afetaria taaaaaaanto o evento.

Nossa mas com a América desse jeito, e esse Capitão América descontrolado, já pensou como isso teria afetado a Guerra Fria? [Nada bom.]


Haha, o visual do filme é...interessante, aqui o trailer:
http://youtu.be/QzE4Hv6Z-yk

e tem até um filme dos anos 90, esse eu nunca tinha visto, mas o CV deles ficou bem feitinho: http://youtu.be/cs8rFsmhNTc

Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

Foi mais ou menos uma inversão de situação, caso os nazistas tivessem ganhado a Guerra e conquistado a América.

Quanto ao filme, é uma piada mesmo. O dos anos 90 ainda não havia acertado o tom (longe disso). Mas tentaram com o Caveira Vermelha. Tentaram.