domingo, 13 de janeiro de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 261

 
- Captain America 279 (Março de 1983)
> Publicada no Brasil no Almanaque do Capitão América nº 74, pela Editora Abril ("Homem ou Monstro?")


História:

* "Of Monsters and Men" - Escrita por J. M. DeMatteis, desenhada por Mike Zeck, artefinalizada por John Beatty

Capitão América contra Steve Rogers! Na verdade, quem o herói encontra é o androide Primus em uma lanchonete com sua namorada, Bernie, se passando por Steve Rogers. Após se enfrentarem, Primus mostra sua verdadeira face e sequestra Bernie, planando para uma cabana distante.

Enquanto o Homem de Ferro ajuda a localizar o androide, Capitão América recebe uma triste notícia de Nick Fury: Michael, o amigo de Arnie, acaba de falecer.

Primus revela a Bernie que ele não é exatamente mal. Foi criado por Arnim Zola para ser uma criatura perfeita. Portanto, sua programação está direcionada em procurar a perfeição dentro da convivência humana. Com sua pouca experiência, o androide apenas aprendeu que seria correto se livrar do inimigo do Barão Zemo, o Capitão América.

Enquanto desabafa com Bernie, o Capitão América chega ao local e ataca Primus. O androide, no entanto, reage rapidamente e sobrepuja o Capitão, derrubando-o e tentando matá-lo. Bernie se interpõe entre eles e convence Primus que o Capitão América está certo em dizer que Zemo é um homem mau. Primus, abalado, porém, confiante na palavra da única (e primeira) mulher que conhece, sente-se confuso. Pede desculpas por suas atitudes, se transforma em um foguete e se retira para pensar melhor. O Capitão América, inconsciente pela surra de Primus, acorda nos braços de sua amada Bernie.

No enterro de Michael, Steve lamenta pelo que aconteceu e se culpa por todos os que estão próximos a ele se machucar. Bucky. Sharon. Michael. E, de certa forma, Bernie e Arnie. Porém, o entristecido Arnie dá uma bela lição no herói: "Será que não percebe o que está falando? Esta é minha hora de sofrer minha dor. Mas você está com tanta pena de si mesmo que nem me deixa lamentar. E quer que eu fique ao lado da sepultura de Michael sentindo dó do pobre Steve Rogers. Não há nenhuma razão pra eu sentir dó de você, Steve. Você diz que quer ter uma vida normal... Mas o que é normal? Se é uma existência idílica, sem dores ou sofrimentos, então você está em busca de um sonho. Você é uma lenda. Tem uma carreira, amigos... e uma mulher que o ama. Acho que ficou tanto tempo da sua vida tentando alcançar um ideal, que se esqueceu de ver que as boas coisas estão ao seu lado... o tempo todo..."
Steve concorda... e seus tempos de lamento parecem terminar.
A+:

* Nesse período, a Marvel incluía cada vez mais temas adultos ou que não eram vistos antes nos quadrinhos. A abordagem do relacionamento entre Arnie e Michael é um exemplo claro disso, mesmo que feito da forma mais discreta possível. Afinal de contas, apesar dessa nova abordagem, é bom lembrar que a editora ainda respondia ao Comic Code, que "vigiava" se os quadrinhos não estavam "desencaminhando" seus leitores (que, para eles, ainda eram as mesmas crianças de décadas atrás).

Seguindo esse padrão, o escritor J. M. DeMatteis aprontou mais uma das suas. Em um diálogo entre Bernie e Primus, tudo leva a crer que a garota foi para a cama com o androide (que ela acreditava ser Steve Rogers). Primus não só a respeita pelo fato de ser a primeira mulher que conheceu, como também pela "noite maravilhosa" que tiveram. Se o Comic Code dissesse alguma coisa... isso só estaria na cabeça deles, uma vez que "noite maravilhosa" não precisa ser interpretada apenas como "sexo". Ou precisa? Uma coisa é fato: Primus é um trabalho primoroso de Arnim Zola! Pois, se um androide consegue simular TUDO tão bem, a ponto de enganar a namorada de quem emula...

6 comentários:

Anônimo disse...

Olá!!

Aww o Tony ajudando o Steve <3 Fazia tempo q ele não aparecia.

Mas tinha uma chance do Michael ainda estar vivo ='( Por que ele tinha q morrer?!! Ç_Ç Pobre, pobre Arnie.

É óbvio q Zola NUNCA assistiu 'Battlestar Galactica' ou ele não teria construído o Primus.

"O Capitão América, inconsciente pela surra de Primus, acorda nos braços de sua amada Bernie." Awwwwwww q fofo <3 <3

Amei o discurso do Arnie, afinal não era hora do Steve ficar se fazendo de vítima, foi o Arnie quem perdeu o companheiro e nós sabemos q quando o Steven fica triste e começa com autopiedade é sinal de problemas no horizonte. (Especialmente se ele fica sozinho)

Agora o Arnie não aparece mais né? Ou alguma outra desgraça vai cair sobre ele?


Eu não acho q Primus 'conheceu' a Berie no sentido biblico da palavra, pois no 1º parágrafo foi dito: "Na verdade, quem o herói encontra é o androide Primus em uma lanchonete com sua namorada, Bernie, se passando por Steve Rogers. Após se enfrentarem, Primus mostra sua verdadeira face e sequestra Bernie, planando para uma cabana distante." portanto, enquanto eles estavam na cabana ela já sabia q não era o Steve.

Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

Arnie ainda fará parte importante nas histórias do Capitão. Pode esperar por ele.

Quanto ao encontro de Primus com Bernie. Ficou implícito que ele se apresentou como Steve Roger e, até chegarema lanchonete, tem uma noite de amor no percurso. Não é dito que sim, nem que não. Mas, conhecendo a mente do escritor DeMatteis, pode ter certeza que foram as vias de fato.

Anônimo disse...

Cadê a resposta da guria?

Marcos Dark disse...

A resposta está algumas postagens adiante. Apenas mantive o suspense antes dos acontecimentos.

Anônimo disse...

Cara, não a namorada do Capitão américa; você apagou a resposta da moça do comentário acima?

Marcos Dark disse...

Vixi. Nem percebi. Então o fiz por acidente mesmo. E o sistema não permite recuperar.
Sorry. Vou me deixar de castigo pra não fazer mais dessas.