sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 245

 - Captain America 259 (Julho de 1981)
> Publicada no Brasil no Almanaque do Capitão América nº 61, pela Editora Abril ("O Filho Pródigo")


História:

* "Rite of Passage" - Escrita por Jim Shooter e David Michelinie, desenhada por Mike Zeck, artefinalizada por Quickdraw Studios

Steve Rogers acorda assustado e decide desanuviar a mente vestindo seu uniforme de Capitão América e passeando pelos tetos dos edifícios da vizinhança. Mesmo assim, uma estranha desconfiança de que está sendo seguido não lhe sai da cabeça.

O herói chega até a Mansão dos Vingadores, onde o mordomo Jarvis lhe entrega uma carta de um tal senhor Coulson. O Capitão América lembra-se de Ray Coulson dos tempos da Segunda Guerra Mundial, quando ele era um simples mensageiro que informava os batalhões com sua moto. Em determinada situação, Coulson entregou uma mensagem ao próprio Capitão de que a ajuda a um regimento não viria. Utilizando da moto de Coulson, o herói conseguiu invadir o campo inimigo e salvar o regimento.

Visitando Coulson no presente, que agora tem uma oficina mecânica especializada em motos, descobre que o ex-mensageiro decidiu recorrer ao herói para uma ajuda pessoal. O filho de Coulson, Jonathan, se envolveu com uma gangue de motoqueiros e até mesmo levou o dinheiro da oficina para fugir de casa. Coulson não deseja exatamente que o Capitão o traga de volta. A decisão de seguir esse caminho, afinal, pertence apenas ao jovem. O que o ex-mensageiro quer é que o herói apenas veja se ele está bem.

Seguindo várias pistas, Capitão América chega até um galpão onde a gangue dos Hunos se reúne. Fica espantado com a decoração do local, onde eles tem até mesmo uma bandeira com a suástica nazista. Arrogantes, os Hunos propõem que, para falar com Jonathan, o Capitão tenha que passar por uma prova de força. Seus braços são amarrados em duas motos que aceleram tentando rasgá-lo. O herói tem que resistir ao máximo para provar seu valor.

Repentinamente, o vilão que perseguia o Capitão América aparece no galpão. Trata-se do Doutor Octopus, costumeiro inimigo do Homem-Aranha, que o seguia para roubar seu escudo com o intento de estudar a liga metálica que o forma e revestir seus tentáculos com ela. Ao ver seu escudo ser levado, o Capitão se enfurece e, com os próprios braços, derruba as duas motos, laçando Octopus antes que esse fuja. Após uma breve luta, Capitão América consegue prender o vilão. Este, pede ajuda aos Hunos, que negam interferir... pois o Capitão já provou seu valor. Furioso, Octopus foge do galpão.

Capitão América dá o recado do pai de Jonathan, destacando que ele é livre para tomar suas decisões.

Em seguida, um adormecido Ray Coulson é despertado por... Jonathan, que decidiu voltar para casa e ajudar seu pai a recuperar o dinheiro da oficina.

Três dias depois, na Mansão dos Vingadores, Jonathan Coulson visita o Capitão América e, para agradecer a aproximação entre pai e filho, lhe dá um presente: uma moto personalizada para o herói. O Capitão recusa, pois não aceita recompensa por seus atos. Mas Jonathan o convence, dizendo que apenas está saldando uma dívida. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá!!

Ray Coulson. Algum parentesco com o Phil Coulson ou naaaada a ver????

"Seus braços são amarrados em duas motos que aceleram tentando rasgá-lo" Q horror!!!! Quem aprovou isso?!!!

Beijos
J.

Marcos Dark disse...

Que mundo pequeno esse mundo dos Coulson, não?
Mas, não, não há relação nenhuma com o personagem da franquia cinematográfica. É mera coincidência mesmo.

Quanto ao teste selvagem dos motociclistas... era um mundo selvagem a década de 80.