quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 237

 - Captain America nº 252 (Dezembro de 1980)
> Publicada no Brasil no especial Os Maiores Clássicos do Capitão América nº 1, pela Editora Panini ("Fogo Frio")

História:

* "Cold Fire" - Escrita por Roger Stern e John Byrne, desenhada por John Byrne, artefinalizada por Josef Rubinstein

Amarrado na proa de um navio prestes a se chocar e explodir contra o porto de Nova Iorque, Capitão América se surpreende ao sentir a corrente que o prende afrouxar-se. E o mais surpreendente é que isso foi uma ajuda de Batroc. Acontece que o vilão percebeu que seu sócio, o também vilão Mister Hyde, pretende explodir o porto de qualquer forma. Batroc, apesar de assumidamente ser um mercenário, discorda de assassinar pessoas inocentes.

A opinião contrária de Batroc leva-o a lutar contra Mister Hyde, obviamente levando a pior. Quem o livra da morte é o próprio Capitão América, que consegue escapar das conrrentes aproveitando o afrouxamento das mesma e fazendo-as ceder ao esfregá-las contra o casco do navio.

Hyde, furioso, agarra o primeiro objeto que encontra para atirar no Capitão. O problema é que agarra um tubo de gás natural liquefeito e congelado que, ao ser rompido, dispara um jato em seu corpo, cobrindo-o de gelo e fazendo com que cambaleie até cair do navio. Capitão América mergulha nas águas atrás do corpo de Hyde, mas nada encontra.

Batroc aproveitou a confusão para terminar a breve parceria com o Capitão e fugir. Porém, o herói utiliza o próprio minisubmarino do vilão para alcançá-lo a tempo deste ser cercado pela polícia e não ter outra saída, a não ser se entregar.
A+:

* Ops! Na capa original americana, o nome do vilão está escrito errado: Batrok, quando na verdade a grafia certa é Batroc.

2 comentários:

Anônimo disse...

"Batroc, apesar de assumidamente ser um mercenário, discorda de assassinar pessoas inocentes." ...............

FINALMENTE o Batroc foi preso hein?!!! Espero q continue assim!!!


Beijos
Jovie

P.S: Se o Mundo acabar hoje foi muito bom ter te conhecido :)

Marcos Dark disse...

Batroc é malaco, mas nem tanto.

E o mundo não vai acabar. Afinal, temos muito do Diário de Steve Rogers pra apresentar, ainda.