segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 215

 - Captain America nº 227 (Novembro de 1978)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 45, pela Editora Abril ("Desafio Mortal")


História:

* "The Deadly Gauntlet" - Escrita por Roger Mckenzie, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Mike Esposito


Dentro do porta-aviões aéreo da SHIELD, Capitão América tenta sobreviver em meio a uma tripulação inteira de caveiras vermelhas. A armadilha do vilão, que comanda essa transformação, está em uma enorme lente que irá refletir os raios do sol, assim que o dia amanhecer, incinerando o corpo de Nick Fury.

Após passar por inúmeros obstáculos, o herói entra em uma sala onde, aparentemente, o verdadeiro Caveira Vermelha o aguarda. Capitão atira seu escudo, mas este é preso por uma espécie de barreira magnética. A decisão agora é salvar Nick Fury, que pede socorro ao herói, ou deter o avanço do Caveira. A situação lembra o herói de quando ele perdeu seu parceiro, Bucky, na Segunda Guerra.

O herói decide deter o Caveira, destruindo o controle de seu satélite. O "verdadeiro" Caveira Vermelha começa a sofrer um transformação, voltando a ser... Nick Fury. Após a derrota, o herói revela que escolheu enfrentar o falso Caveira, pois o Nick Fury que estava preso, na verdade um andróide, implorava por socorro, algo que o verdadeiro jamais faria.
A+:
* Na versão original, a decisão do Capitão América deveu-se ao fato dele se atentar que o falso Nick Fury não estava sequer suando.

* Primeira tentativa do Caveira Vermelha no sentido de destruir o que o Capitão América representa e não simplesmente matá-lo. Com isso, a batalha entre os dois antagonistas se tornava mais ideológica do que física.

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá!!!!

O Steven sem o soro não durou nada, queria ter visto ele sobreviver só com intelcto e sorte. (E eu acho q ele era capaz)

"Na versão original, a decisão do Capitão América deveu-se ao fato dele se atentar que o falso Nick Fury não estava sequer suando." O q faz muito mais sentido, e se o verdadeiro Nick decidisse implorar por ajuda? (mesmo fazendo o tipo badass)

Beijos
Jovie

Marcos Dark disse...

O verdadeiro Nick Fury não pediria ajuda e ainda xingaria a mãe do vilão.