sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 143

 - Captain America and The Falcon nº 143 (Novembro de 1971)
> Publicada no Brasil na revista O Homem-Aranha em Cores nº 2, 3 e 4 pela Editora Ebal ("Confusão no Harlem")

História:

* "Power To The People" - Escrita por Gary Friedrich, desenhada por John Romita Sr

Falcão investiga o crescimento da Milícia do Povo, dentro do Harlem, grupo que está sendo liderado por um misterioso encapuzado que os incita a usar violência para lutar pela igualdade racial dentro do bairro (e até chocar o mundo para essa questão). O interesse romântico do herói, Leila, está envolvida com essa milícia, sendo ela quem o apresenta. Sam não é bem recebido por ser considerado um traidor da raça.

O Capitão América se envolve na questão e descobre que o encapuzado é ninguém menos que o seu arqui inimigo, o Caveira Vermelha, que usa seu mesmo discurso de ódio nazista em um versão que incite os negros a tomarem o poder. Com a revelação, no entanto, os cidadãos do bairro percebem que estavam sendo enganados e desistem de segui-lo. Após a derrota o vilão foge da dupla de heróis.

A tensão gerada pela questão racial permanece no ar, apesar dos protestos violentos terem sido cancelados. Mas o acontecimento abala a amizade do Capitão com o Falcão, sendo que esse último considera que o parceiro não sabe a real necessidade de igualdade de sua raça. É o Capitão América sentindo que está perdendo mais um parceiro.

A+:

* A Editora Ebal aproveitou que a história foi dividida em capítulos dentro do título original e os separou em três edições da revista do Homem-Aranha, fazendo com que a história ficasse com menos páginas.

* Em certo momento, Leila usa a frase "negro é lindo" dentro da Milícia. Essa frase era uma das premissas do movimento Black Power, surgido nos Estados Unidos em 1960, na luta pelos direitos civis dos negros.

5 comentários:

Anônimo disse...

QUEM resgatou o Caveira??? Foi a filha dele com aquele grupinho dela ou foi outra pessoa??Quem??? Por quê????

"É o Capitão América sentindo que está perdendo mais um parceiro." NÃAAOOOO, eu pensei q quando mudassem o roteirista o Cap iria parar de sofrer assim, que ele faria algum progresso em sua habilidade em se relacionar com outras pessoas.
Como vc avalia a fase do Gary F. no comando da revista?

Mais uma pergunta (bem irrelevante, na verdade), por que o Falcão está com um uniorme vermelho e branco na capa da revista quando ele só usa aquele verde e amarelo????

Beijos
Jovie.

Dark Marcos disse...

As fugas espetaculares do Caveira Vermelha se tornaram tão corriqueiras que nem mesmo foi dada uma explicação de como ele voltou de repente. Possivelmente em um recordatório futuro saberíamos mais detalhes.

A fase de Gary Friedrich pegou um tanto do clima melodramático de Stan Lee e tentou dar um direcionamento ao herói não como um solitário, mas um herói mais independente. Ou seja, apesar de lamentar seu status, sabe se virar como dá e aceita seu papel.

Quanto a mudança de uniforme do Falcão, faz parte de sua nova fase, desvinculada da posição de parceiro do Capitão, como veremos a seguir.

Anônimo disse...

O q vc quis dizer com: " nova fase, desvinculada da posição de parceiro do Capitão". O Sam vai *mesmo* abandonar o Steven?? Ç_Ç Vc disse que eles teriam uma parceria longa, ou só vão dividir o espaço da revista, mas com estórias separadas?

Beijos
J.

Dark Marcos disse...

O Falcão não será visto como um parceiro a ser liderado pelo Capitão América. Mas como um herói independente que ajuda o Capitão, sempre quando pode. O que vai acontecer também, é que ele terá seus próprios problemas.
Eu diria que o termo "parceiro" será substituído por "amigo".

Anônimo disse...

Awww, amigo é um termo melhor mesmo. O Cap realmente precisa de um.