quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 132

 - Captain America nº 132 (Dezembro de 1970)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 16, pela Editora Abril ("O Segredo de Bucky")

História:

* "The Fearful Secret of Bucky Barnes" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Gene Colan, artefinalizada por Dick Ayers

Os segredos do ressurgimento de Bucky são revelados! Desconfiava se tratar de um impostor, mas é algo bem mais insidioso. Trata-se de parte de um plano do vilão Modok.

Modok descobriu que o Capitão América ainda carrega o trauma de perder seu parceiro na Segunda Guerra Mundial. Com isso, vem manipulando boa parte dos últimos acontecimentos. Para terminar seu plano, desafia o vilão Doutor Destino (inimigo do Quarteto Fantástico) a criar um andróide perfeito, capaz de derrotar o Capitão. Orgulhoso, Destino cria a réplica de... Bucky. Inclusive com recordações do verdadeiro (baseado em registros históricos).

Agora, Modok ativa a programação assassina do andróide para que este mate seu inimigo. No início, o Capitão América não entende a fúria do amigo, justificando, inclusive, que deve ser por ele ter falhado em salvar-lhe a vida na Segunda Guerra. Modok ainda tem um trunfo: caso o andróide não consiga matar o herói, irá causar uma explosão fatal para o Capitão.

Mas o vilão não contava com uma peculiar falha no robô. Doutor Destino o fez tão perfeito, incluindo as recordações do Bucky original, que a máquina analisa a amizade entre os dois e entra em conflito com sua programação assassina, que o faz ser derrotado, mostrando ao Capitão que se tratava de um andróide. Para o herói, porém, este episódio só fez a dor da perda de um amigo ser novamente vivida.

3 comentários:

Venerável Victor disse...

Vocês gostam do MODOK? As vezes parece que eu e o Stan Lee somos os únicos que gostam! rsrs Cada vez mais eu vejo aqui no 6Amago o quanto era legal a fase do Capitão escrita pelo Lee, não sabia...valeu mesmo, fera!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Dark Marcos disse...

Particularmente, acho Modok uma das mais divertidas excentricidades que Stan Lee criou... e gosto muito do personagem.