segunda-feira, 9 de julho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 81





- Tales of Suspense 92 (Agosto de 1967)
> Publicada no Brasil na revista Homem de Ferro e Capitão América (Capitão Z) nº 17, pela editora Ebal ("Nick Fury Morreu Diante de Meus Olhos")


História:

* "Before My Eyes, Nick Fury Died" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Joe Sinnott

Voltando de mais uma missão, Steve Rogers tenta retomar sua vida ao normal. "Normal", nesse caso, trata-se de alguém que está se adaptando a um tempo décadas a frente da qual ele existiu. Essa leve tristeza do herói é detectada pelos seus colegas Vingadores, que notam um clima forçado de tranquilidade quando ele os contata para ver se está tudo bem.

Saindo do aeroporto, o táxi onde Steve Rogers se encontra passa em frente a uma barbearia onde ele sabe que Nick Fury frequenta. De fato, o agente da SHIELD está sentado em uma das cadeiras. Coincidentemente, um assassino mecânico dispara contra a janela da barbearia, matando o agente... tendo Steve Rogers como testemunha. O herói veste seu uniforme e consegue deter o robô no local, apesar desse já ter cumprido a missão de eliminar Fury.

Porém, para a surpresa do capitão América, o verdadeiro Nick Fury ressurge por uma porta. A SHIELD antecipou-se ao ataque (feito pela organização IMA) e colocou uma espécie de boneco de Fury no local onde seria atingido. O robô, tendo cumprido sua missão, se dissolve diante dos olhos de ambos.

Fury ainda informa que há uma agente infiltrada na IMA. Justamente a garota que vem mexendo com os sentimentos de Steve e que, agora que o robô falhou, pode estar correndo grande perigo. É necessário que alguém a resgate das garras dos criminosos. E o Capitão América é o único voluntário capaz de fazer isso.

Continua...

3 comentários:

Anônimo disse...

Aha! Eu não disse que toda vez que Steve está sozinho e deprimido alguma coisa (ruim)acontece?? Isso já se tornou um padrão!

Você precisa colocar o nome da agente pobrezinha, não dá para ficar só a chamando de "a Agente" "ela" "a mulher" é muito genérico e impessoal.

Agora esse romance *finalmente* acontece???

Beijos
Jovie

Dark Marcos disse...

Eu?!?!?!?

Mas a culpa não é minha não, querida. A culpa de deixar... Agente sem nome é a mesma pessoa que criou o padrão do Steve se enrascar quando está sozinho.

Anônimo disse...

Ah Marcos, desculpa, achei que você que não tivesse colocado, não que não tivesse sido publicado :)

O padrão é: TRISTE e sozinho.

Beijos
Jovie