quarta-feira, 16 de maio de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 27

 - The Avengers 6 (Julho de 1964)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Os Vingadores nº 1 , pela editora Panini ("Os Poderosos Vingadores Encontram os Mestres do Terror")


História:

* "The Mighty Avengers Meet The Masters of Evil" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Chic Stone

O vilão Barão Zemo reúne um grupo de supervilões formado por: Cavaleiro Negro, O Derretedor e Homem Radioativo. Munidos de um poderoso adesivo que espalham pela cidade, o objetivo do ataque é destruir o Capitão América, inimigo do passado de Zemo.

A+:

* Mais uma parte do passado perdido do Capitão América é reconstruído com a aparição do Barão Zemo. Segundo recordações, o vilão pertence a época em que o herói enfrentava nazistas juntamente com Bucky. Zemo tem uma espécie de capacete grudado em sua cabeça, graças a um dos ataques do Capitão, onde seu escudo perfurou um tanque com um poderoso adesivo, que cobriu o rosto do vilão. O Capitão, por sua vez, irá descobrir que Zemo estava presente e foi um dos responsáveis pela bomba que vitimou Bucky e o desacordou, fazendo com que caísse nas águas geladas e ficasse congelado por décadas.

* Apesar da destreza do Capitão América com seu escudo (que parece voltar toda vez que é arremessado), o Homem de Ferro cria um dispositivo que dá mais credibilidade para que essa arma volte a seu dono. Em sua luva, um poderoso magneto faz com que o escudo retorne após ser lançado.

* O Capitão ainda parece não ter se adaptado aos novos tempos e está triste pela perda de seu parceiro Bucky. Rick Jones, que acompanha o herói nesse período, insiste em ser seu novo parceiro, mas o herói reluta em arriscar um inocente.

* O grupo de vilões organizados por Zemo, serve como uma espécie de "vingadores do mal". Ficaríam conhecidos como Mestres do Terror e, assim como os vingadores, teríam vários integrantes em diferentes formações.

* O clima depressivo em que o Capitão América se encontra, pela perda de seu parceiro (e seu passado), era uma das marcas dos novos heróis criados pelo escritor Stan Lee. Graças a esse tipo de abordagem, onde personagens enfrentavam problemas pessoais mesmo tendo superpoderes, o órgão responsável pela censura nos quadrinhos, o Comics Code Authority, foi obrigado a rever muito de sua política na época.

5 comentários:

Anônimo disse...

Oi.

Zemo foi um dos responsáveis pela bomba? Steve NUNCA vai perdoá-lo - e com razão!

"Rick Jones, que acompanha o herói nesse período, insiste em ser seu novo parceiro, mas o herói reluta em arriscar um inocente." INOCENTE??? Onde? Eu pesquisei tá, e é culpa dele o Bruce ter se tornado o Hulk, a criatura tava lá no meio do campo de testes e o Bruce foi lá salvá-lo e se deu mal! Esse rapaz não é inocente!

Aff finalmente decidiram explicar o lance do escudo agir como um bumerangue.

---
E vc não me respondeu sobre o Homem-Aranha...empolgado com o filme? Acha q vai ser ruim? Não gosta do personagem???


Beijos
J.

Dark Marcos disse...

Quando digo "inocente" (e acho que me expressei errado), quero dizer que era um civil, um "não-herói" e que o Capitão não queria arriscar a vida de alguém quem não tinha experiência.

A idéia desse "escudo" voltar por força do magnetismo não seria levada muito adiante não. Os leitores preferiam o velho e bom ricochete mesmo.

Quanto ao Homem-Aranha, confesso que o último trailer me animou um pouco. Critiquei bastante, mas parece que acertaram tudo que não funcionava.

Anônimo disse...

Olá.

Eu aceito sua explicação :)
E se Steve vai levar algum civil em suas aventuras que seja um que presta para alguma coisa né?

Sério? Era um bom argumento, e tinha mais lógica!


E o filme do Batman?


Beijos
Jovie

Dark Marcos disse...

O filme do Batman é o filme DO BATMAN! E claro que aguardo ansioso por esse.

Anônimo disse...

Eu acho difícil superar o TDK, mas espero q seja bom. Aquela roupa da Anne H. ainda não me convenceu.

bjos