sábado, 12 de maio de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 23

 - Young Men 24 (Dezembro de 1953)
> Publicada no Brasil na revista Biriba Mensal nº 56, pela editora RGE ("A Traição do Capitão América")


História:

* "Back From The Dead - Escrita por Stan Lee, desenhada por John Romita, artefinalizada por Mort Lawrence


Os tempos agora são outros e o vilão Caveira Vermelha ressurge ameaçando as Nações Unidas em nome do comunismo. Para a surpresa do próprio vilão, seu maior inimigo, Capitão América também ressurge acompanhado de seu companheiro Bucky.

Durante todos esses anos, o herói permaneceu inativo, lecionando em uma escola, mas decide voltar a ativa para defender a liberdade contra o avanço dos comunistas.

A+:

* A revista do Capitão América (Captain America Comics) foi cancelada no número 71, devido a popularidade dos super-heróis caírem muito entre o final da década de 40 e início da década de 50. Com esse ressurgimento do Capitão América, houve mais três números do título, na esperança de continuar suas aventuras... algo que, por não recuperar sua popularidade, não aconteceu.

* A Timely, editora que publicava as aventuras do herói, agora se chama Atlas.

* É a década de 50 e a Guerra Fria engatinhava em uma verdadeira batalha de ideologias, dividindo o mundo entre o imperialismo americano e o comunismo soviético. Devido a isso, o personagem ressurgiu, mudando seu foco.

* Para efeitos de cronologia, este é a quarta versão do personagem. Aqui temos o professor William Burnside que, juntamente com o garoto (e seu aluno) Jack Monroe, veste o uniforme do herói e combate a ameaça representada pelo também novo Caveira Vermelha, aqui encarnado por Albert Malik, que também decidiu reverenciar o desaparecido vilão.

* Lembrando que o Caveira Vermelha se tornou um símbolo contra o modo de vida americano. Dessa forma, com o desaparecimento do primeiro vilão a utilizar esse nome durante a Segunda Grande Guerra, outros se vestiam com uma "máscara de caveira vermelha" para espalhar o terror, algo que o vilão bem representava. Albert Malik, na verdade, é o quarto homem a se autodenominar Caveira Vermelha. A cor em seu nome, em tempos de Guerra Fria, tomou outra representação.

Nenhum comentário: