segunda-feira, 23 de abril de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 4

 - Captain America Comics 10 (Janeiro de 1942)
> Inédita no Brasil


Histórias:

"Captain America, A Personal Account of His Smashing a Spy Ambush" - Escrita e desenhada por Joe Simon e Jack Kirby
"Hotel of Horror" - Escrita Jack Kirby e Joe Simon, desenhaa por Al Avison, Jack Kirby e Sydney Shores, artefinalizada por Reed Crandall e George Klein
"The Phantom Hound of Cardiff Moore" - Escrita por Jack Kirby e Joe Simon, desenhada por Al Avison, Jack Kirby e Joe Simon, artefinalizada por Reed Crandall e George Klein


Na primeira história, a Capitão América e Bucky enfrentam as artimanhas de uma espiã nazista. Após derrotar seu grupo, os heróis a deportam para a Alemanha, com um recado para o próprio Hitler: que os americanos irão lutar pela liberdade, não importa o preço.

Na segunda história, a dupla é convidada para uma homenagem em uma cidade, mas são hospedados na suíte presidencial no 13º andar do Hotel Zargon que, na verdade, é uma armadilha dos nazistas para matá-los.

Na terceira história, Capitão e Bucky investigam o mistério do cão fantastma de Cardiff Moor que, segundo a lenda, assombra aquela região assassinando todos que se aproximam. Na verdade trata-se do plano de um ambicioso morador, que recobre um cão com tinta luminosa e ele mesmo se fantasia como um grande cão, para impressionar os desavisados sobre "o cão que anda como um homem".

A+:

* Na história que abre essa edição é a primeira vez que o herói enfrenta uma vilã.

* Na segunda história, a cidade onde Capitão será supostamente homenageado chama-se (curiosamente) Gotham City. Não há, obviamente, nenhuma ligação com a famosa cidade de Batman, uma vez que o personagem pertence a outra editora.

* No hotel-armadilha da segunda história pode-se ler nas reservas dois nomes notórios: Mike Sekowsky e Syd Shores. Bem, não eram exatamente notórios na época da publicação desta aventura, mas se tornariam importantes nomes da indústria dos quadrinhos.

* A terceira história, onde uma região é assombrada por um cão fantasma, é claramente inspirada no livro O Cão dos Baskerville, do escritor Sir Arthur Conan Doyle, no qual o protagonista é ninguém menos que Sherlock Holmes. Pela época, inclusive, pode até mesmo haver uma inspiração por parte da adaptação cinematográfica de 1939, onde o ator Basil Rathbone faz o papel de Holmes (algo curioso, uma vez que o ator ficou notório por interpretar vilões de filmes capa-e-espada).

* Esta é a última história da equipe que criou o Capitão América, Jack Kirby e Joe Simon. A dupla partiria para a editora DC Comics onde produziriam as aventuras do personagem Sandman (não confundir com o homônimo, criado por Neil Gaiman).

2 comentários:

Anônimo disse...

Mas eles podiam usar o nome Gotham City? Não dá problema com direitos autorais nem nada?

A estória inspirada em "O Cão dos Baskerville" parece legal.

J.

Dark Marcos disse...

Olha... Poder usar o nome Gotham City, não podia. Mas eram tempos mais ingênuos e nem tudo era motivo de se processar colegas por plágio. Afinal, a intenção era dizer que se tratava de uma cidade "gótica", sombria... E a cidade do homem-morcego ainda tinha muito pela frente para poder se firmar.