terça-feira, 6 de dezembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 548

 
- The Legion 24 (Novembro de 2003)

História:

* "After Dark" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Steve Lightle

Esta edição foca a atenção em Penumbra, um tanto quanto reticente a permanecer com os legionários e que preferiu voltar ao seu planeta. Quando lá chega, encontra um ambiente mergulhado em trevas. Todos os habitantes de Talok, assim como ela, tem o poder de controlar a escuridão. Mas algo parece ter mudado até mesmo culturalmente.

Atualizada por sua antiga mentora, Penumbra fica sabendo que os talokianos perderam a fé nos Planetas Unidos quando os legionários desapareceram. Isso levou a uma insegurança quanto a proteção de ataques externos, tomando como exemplo o planeta Xanthu, que foi devastado pela raça Robótica. Esse medo fez com que o novo campeão do planeta, Grev (primo de Penumbra, que era a campeã anterior) desenvolvesse seus poderes para proteger o povo e atacar possíveis intrusos. O planeta inteiro é envolvido em escuridão e os habitantes usam roupões e óculos reluzentes para se locomover.

Umbra segue para o castelo afim de tomar satisfações com seu primo e é atacada. Após uma breve batalha contra os construtos de escuridão, descobre que seu primo... está morto! O corpo e sua última vontade (proteger o povo a qualquer custo) foram mantidos por um maquinário que ampliava o poder das trevas. Ou seja, era tudo uma última ordem do campeão de Talok.

Resolvido o problema, Penumbra faz com que o povo veja a luz do dia novamente e ela mesma retorna para a Legião.

A+ :

- Em 1984, o desenhista Steve Lightle teve a importante função de substituir Keith Giffen nas histórias da Legião dos Super-Heróis. Tarefa de muita responsabilidade, uma vez que Giffen foi o artista que deu ao grupo uma fase de ouro e considerada um dos grandes momentos dos quadrinhos.

Lightle, no entanto, permaneceu pouco na função de desenhista principal, sendo substituído por Greg LaRocque, que tinha um estilo que lembrava o seu, apesar de mais acadêmico. Ele, no entanto, não se afastou totalmente do título, permanecendo como capista oficial da série.

Entre as grandes contribuições para a mitologia da Legião, Lightle foi um dos co-criadores dos legionários Tellus e Quislet. O primeiro era uma espécie de anfíbio com rabo de peixe, o segundo era uma massa de energia que vivia dentro de uma navezinha que lhe servia para se locomover. Saía-se, então, do padrão de alienígena humanóide comum ao grupo.

Quase foi um dos responsáveis pela volta da Supermoça original (que havia morrido na saga Crise nas Infinitas Terras), uma vez que criou a personagem mascarada e misteriosa conhecida como Sensora. O plano inicial era revelar que, por trás da máscara, estava a Supermoça (como o roteiro deixa claro em algumas pistas). Mas a admnistração interna da editora DC Comics não concordou com a ressurreição da personagem e os autores optaram por mostrar outra legionária nessa identidade, a Princesa Projectra.

Sua mais recente volta ao grupo foi a participação especial como capista da minissérie Jornada nas Estrelas / Legião dos Super-Heróis.

Nenhum comentário: