sexta-feira, 30 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 498

 
- Legion Lost 4 (Agosto de 2000)

História:

* "Makeshift" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Enquanto o grupo passa seu tempo treinando suas habilidades de combate, Brainiac 5 tenta recriar um propulsor de salto no hiperespaço de improviso. O primeiro teste dá certo mas os leva a seis anos-luz de distância, considerado pouco mas já é um começo, levando-se em conta as condições incomuns em que se encontram.

A nave acaba em frente de um enxame do que parecem ser águas-vivas feitas de energia e que são atraídas por movimento. Logo, as criaturas invadem a nave e recobrem o corpo dos heróis. Quem os salva é Aparição que, intangível, consegue passar sem ser agarrada e espantar as criaturas.

Shikari parece acompanhar o grupo e já se sentir parte dele, mostrando que não se identificava com sua pacífica raça. De fato, a alienígena se mostra até encantada com o treinamento e os combates entre os legionários, assimilando e se interessando pela maioria deles. Aprendendo cada vez mais sobre a língua de seus novos colegas, ela mistura sua própria linguagem (quase indígena) com o interlac e chama Erg-1 de "wildfire" (tradução literal: estrela selvagem). O legionário, no entanto, gosta do som e começa a utilizar esse nome. "Selvagem", inclusive, é um termo que bem irá se encaixar no personagem, uma vez que seu temperamento explosivo não poupa nada e sua energia, como demonstra disparando contra o enxame de criaturas de energia que já estavam fugindo.

É, literalmente, um pequeno salto na longa e misteriosa volta pra casa.

A+:


* O personagem Erg-1 surgiu nas histórias da Legião, décadas atrás, utilizando o simples nome Erg-1. Era apenas para ser um personagem drámatico (humano que teve seu corpo transformado em energia imaterial) e feito para uma única aparição. O sucesso entre os leitores, no entanto, fez com que voltasse tempos depois e se tornasse um legionário definitivamente, sob o codinome de Wildfire. No Brasil, o mesmo personagem foi popularizado com o nome de Pulsar.

2 comentários:

Jacques disse...

Me tornei fão do Olivier Coipel na fase dele no Thor, mas não sabia que ele havia desenhado a Legião.
Valeu.

Dark Marcos disse...

Pois é, Jacques. Não só desenhou a Legião como foi importante na nova fase do grupo pós-anos 90.
Em comparação a seus trabalhos futuros, nessa fase sua arte parece ainda mais sombria.