terça-feira, 23 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 460

 - Legionaires 1000000 (Outubro de 1998)

História:

* "Come Together" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Sean Phillips, colorizada por Tom McCraw

Não, não foi um erro de digitação. Você leu certo! Trata-se da edição 1000000 (um milhão) da revista da Legião dos Super-Heróis.

No mês de novembro de 1998, a brincadeira da editora DC Comics era imaginar como seriam as revistas (e seus heróis) em uma futura (e bota "futura" nisso) edição. Quando qualquer título chega a centésima edição, é comum preparar-se algum evento ou história especial que marque esse número. Então, exageradamente, como seria a edição um milhão? Notando que não estamos falando de um milhão de anos no futuro, mas de um milhão de meses, já que as revistas são mensais. Se já tínhamos a própria Legião dos Super-Heróis que atuava mil anos no futuro, o que dizer de heróis que existissem no século 89? Aliás como seria o mundo e o comportamento de um tempo tão distante?

Os legionários desse futuro são uma espécie de mescla das raças dos heróis já conhecidos. Assim temos Brainiac 417 (e o que conhecíamos era apenas o nº 5!), que é uma mescla do povo intangível da qual pertencia Aparição com os de inteligência superior de Colu, formando assim uma raça que não tem corpo exatamente, mas uma forma fantasmagórica do qual apenas se vê o cérebro. A raça superpoderosa de Mon-El se uniu aos diminutos imskianos que, assim como Violeta, são capazes de reduzir de tamanho, formando um (literalmente) pequeno exército de "mon-éis". A raça de Tríade desenvolveu sua capacidade de dividir-se em 3 corpos para uma superpoderosa terceira visão, algo visto na heroína Implicate Girl. Titangirl é originária da mesma raça de Satúrnia, que evoluiu para poderes mentais ainda mais extensos. O Camaleão dessa época provém de uma evolução de sua raça que, de tanto mudar de forma, agora é uma inteligência imaterial. Umbra é da mesma raça de Penumbra que agora não só controla as sombras, mas é feito da própria sombra. E Cosmicbot é uma espécie de andróide que controla o magnetismo, como a raça originária do herói Cósmico. Mas a mais bizarra versão ficom com a heroína Sonhadora, que ainda continua sendo uma bela mulher que usa seus sonhos para prever o futuro, com a diferença que aqui tem uma espécie de tela no meio da cabeça por onde é possível ver com o que está sonhando.

Os legionários desse futuro enfrentam uma ameaça que os põem de encontro com monstros devoradores de metal (com um visual que homenageia os desenhos de monstros criados pelo desenhista Jack Kirby, na década de 60). Há uma suspeita de conspiração dentro do próprio grupo e são obrigados a convocar a ajuda do Superboy daquela época, que mais parece um Superman com um visual pouco mais futurista e sem capa.

Continua...

Nenhum comentário: