quinta-feira, 16 de junho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 403

 - Legionnaires 43 (Dezembro de 1996)

Histórias:

* "New Blood" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W.C. Carani e Philip Moy

Uma das maiores atrações das aventuras da Legião dos Super-Heróis está de volta: a divertida seleção de novos candidatos. E dessa vez mais aproximado das antigas seleções, cheias de pretensos heróis com poderes pra lá de bizarros, engraçados e até inúteis. Como brinde, o leitor mais veterano dos legionários irá reconhecer diversos personagens da mitologia dos heróis do futuro, aparecendo ativamente ou apenas fazendo parte do cenário. Entre essas novidades está o que poderia ser o início da Legião dos Heróis Substitutos.

Há personagens que já fizeram parte do grupo no passado que agora não tem tanta sorte em entrar para as fileiras heróicas. Outros ainda são recrutados por Leland McCauley, concorrente direto dos heróis, que está no meio da multidão de candidatos para poder arrebatar algum ingênuo novo herói para seu grupo, a Work Force.

Dos que foram admitidos, temos três novos candidatos:

- Magno, cujo poder é o mesmo de Cósmico, por ter vindo do mesmo planeta. Relâmpago, atual líder da Legião, é reticente quanto a admitir alguém com o mesmo poder, zelando pela diversidade de poderes. Porém, é lembrado que ele mesmo tem sua própria irmã no grupo, com os mesmos poderes. Magno, na verdade, ocupa o lugar que foi do Rapaz Magnético no passado e era irmão de Cósmico. Aqui foi reformulado, mantendo os poderes mas distanciando o parentesco entre personagens.

- Penumbra, capaz de controlar as trevas, personagem importante do passado da Legião, aqui pouco se alterando quanto a seus poderes e apenas dando um retoque discreto em seu visual.

- Sensora, também conhecida como Princesa Projectra do Planeta Orando. Assim como muitos personagens homenageados nessa história, Projectra aparece com um visual muito parecido com sua primeira aparição nas décadas de 60 e 70. Os legionários se mostram surpresos por pensarem que Orando não tinha alienígenas humanóides, algo estranho ao leitor, já que a antiga Projectra era princesa de um planeta com visual da Idade Média da Terra, com seus castelos, reis e cavaleiros. Esse questionamento não está ali por acaso e traz uma revelação radical. No teste final para defenderem os legionários, uma gigantesca cobra envolve o inimigo (na verdade, Camaleão disfarçado). Todos imaginavam que se tratava de uma ilusão (que era o poder da candidata). Mas, qual não é a supresa de todos quando ela revela... que aquela é sua verdadeira forma, sendo sua forma humana uma ilusão para não causar impacto!

Três novos integrantes que farão parte do dia a dia da Legião a partir dessa edição.

Nenhum comentário: