domingo, 2 de janeiro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 254


- Justice League Europe Annual 2 (1991)
.
Histórias:
.
* "Too Much Time" - Escrita por Keith Giffen e Gerard Jones, desenhada por Curt Swan (módulo contendo a Legião)

A Liga da Justiça dos anos 80/90, escrita por Keith Giffen, foi um dos trabalhos mais memoráveis da história dos quadrinhos. Recheada de humor nonsense, Giffen conseguia tirar sarro de todos os clichês que uma história de super-heróis poderia ter. Conseguiu colocar um humor escrachado em um universo de heróis mais voltado para a ação.

O sucesso foi tamanho que uma só revista não bastava para se contar piadas. Assim nasceu a segunda "célula" do grupo e, consequentemente, sua revista própria: A Liga da Justiça Europa.

Na época em que foi publicada o segundo anual do grupo, os personagens Dc passavam por mais uma saga envolvendo todas as revistas. Desta forma, aqui temos mais um epísódio da saga Armageddon 2001, onde um novo personagem, Tempus, viaja até o passado para descobrir que herói irá se transformar em um ditador no futuro. Para tanto, Tempus precisa tocar cada um dos heróis para descobrir seu futuro. E assim é feito com cada um dos integrantes da Liga.

Estranhamente, o futuro dos justiceiros se encontra espalhado ou no passado ou no futuro. Tempus fica intrigado com o que está acontecendo. Descobre, por acidente, que o culpado seria o gato de estimação do grupo. O bichano, na verdade um selvagem gato de rua, defende a casa com ferocidade e parte pra cima de ladrões que tentam roubar uma máquina do tempo que está na sede da Liga. No meio da "batalha", acabam acionando o equipamento e enviando toda a mansão para várias partes do tempo... o que explica porque cada integrante tem seu "futuro" em épocas diferentes.

Para a época da Legião dos Super-Heróis foi enviado o herói Gaio, personagem capaz de encolher e criar asas e que surge no exato momento em que estão fazendo as famosas seleções de novos legionários. Gaio explica o seu verdadeiro poder para Cósmico, Satúrnia e Relâmpago e estes decidem não aceitar alguém com um poder tão ridículo. Em contrapartida, o herói é abordado por Polar, que o convida para a recém criada Legião dos Heróis Substitutos.

Cada uma dos personagens abordados, em suas viagens temporais, são desenhados por artistas diferentes. No caso da Legião, a passagem de Gaio é feita pelo desenhista Curt Swan. Curioso notar que o desenho sério de Swan dá um ar mais adulto (para não dizer de meia idade) para os então jovens legionários.

Nenhum comentário: