terça-feira, 28 de dezembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 249

- Legion of Super-Heroes 1 Annual (Novembro de 1990)
.
Histórias:
.
* "Charade" - Escrita por Mary Bierbaum e Tom Bierbaum, desenhada por Dougie Braithwaite

O primeiro anual da nova fase da Legião dos Super-Heróis tenciona pôr ordem na casa (ou bagunçar mais ainda, dependendo do ponto de vista) no que se que refere a origem do grupo. Desde que a poderosa Glorith reformulou o universo com sua magia e, posteriormente, assassinou e tomou o poder do Senhor do Tempo, certos fatos foram manipulados de forma que a antiga origem da Legião já não mais valesse e novos detalhes deveriam ser reescritos.O mais estranho dessa reformulação aqui apresentada é que um personagem inusitado é o centro das atenções desse turbilhão: trata-se do Ultra Rapaz.

De certa forma, com a saída de Mon-El do grupo, Ultra Rapaz de fato é o mais poderoso integrante da Legião. Porém, isso se refere a força física, e não a um poder cósmico propriamente dito. Acontece que sua mente tem lembranças de detalhes da nova origem da Legião (desde a inspiração de Valor - antigo Mon-El - no passado até a morte de personagens importantes) em uma riqueza de fatos que dão a impressão de que ele é testemunha de uma grande conspiração temporal.

A história, a partir do momento em que adentramos suas lembranças, mostra sua origem muito antes de ganhar seus superpoderes. Com uma adolescência marcada pela delinquência, o jovem Jo Nah adquiriu invulnerabilidade por simples acidente, o que o levou a Legião.

Vários fatos importantes das histórias passadas da Legião são mostradas de seu ponto de vista, porém com as devidas reformulações em pontos chaves que já não fariam mais sentido nessa época. Alguns desses detalhes são curiosos para quem conhece a mitologia da Legião. A batalha contra o Senhor do Tempo, por exemplo, é mostrada com alguns detalhes atualizados. Na verdade, o grupo luta contra Glorith no planeta Daxam e integrantes como Laurel Gand participam da empreitada. É nessa batalha que a vilã invade a mente de Satúrnia e ficamos sabendo mais sobre as origens do Ultra Rapaz (Satúrnia havia ficado estarrecida com o que descobriu na mente do colega anteriormente).

A arte de Braithwaite é regular nessa edição (algo comum nos anuais) e o roteiro dá grandes saltos de quadro em quadro, para não tornar a história longa demais. Apesar desses saltos, a narrativa é bem construída graças a recordatórios que guiam o leitor por essa imensa bagunça.

O saldo negativo, do ponto de vista do grupo, fica por conta da morte (desnecessária) da personagem Etérea. Na época, imaginou-se que essa morte seria uma espécie de exílio na personagem no passado, onde uma heroína parecida integrou a L.E.G.I.Ã.O. (uma milícia espacial muito parecida com a Legião dos Super-Heróis do futuro, que dava a idéia de que eles seriam o embrião do grupo). Esse fato foi desmentido adiante e a personagem, de fato, continuaria morta por um tempo.


Nenhum comentário: