sábado, 11 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 181





- Crisis On Infinite Earths 1 a 4 (Abril a Julho de 1985)

> No Brasil, publicado no especial Crise Nas Infinitas Terras nº 1, pela editora Panini, em novembro de 2003.
.
Histórias:
.
* "The Summoning" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Time and Time Again" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Oblivion Upon Us" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "And Thus Shall The World Die" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

CRISE NAS INFINITAS TERRAS (Parte 1)

Para comemorar seus 50 anos, a editora DC Comics decide colocar a casa em ordem com a infinidade de personagens que possuía. Mais que isso... A infinidade de "Terras" paralelas que possuía. No começo, parecia uma boa idéia criar um mundo paralelo onde versões diferentes dos mesmos personagens habitavam. Por exemplo, na Terra Ativa vivia o Superman como o conhecemos hoje e na Terra Paralela vivia um Superman mais velho que é o mesmo herói que surgiu na década de 30. Isso, de certa forma, explicava porque os personagens pareciam não envelhecer.

Mas... a coisa tomou uma proporção descontrolada e surgiram versões malignas, animais, raciais... e o que a imaginação dos autores de quadrinhos pudessem criar. Parecia divertido no começo. Só que a editora começou a se preocupar com sua continuidade (algo que era mais organizado na sua concorrente, a Marvel) e ia ficar difícil administrar todos esses mundos.

Em Crise nas Infinitas Terras vemos uma onda de antimatéria corroer o tempo e espaço de várias dessas dimensões, avançando para destruir TODAS elas. Isto orquestrada por um misterioso vilão, inimigo do Monitor, personagem que havia até então aparecido nas sombras das revistas dos heróis DC (inclusive na Legião, onde ajudou o vilão Universo). A ajuda do Monitor serviu para testar os vários personagens de vários mundos e linhas temporais, afim de montar uma equipe capaz de deter o avanço dessa ameaça. E uma das escolhidas foi a legionária Vésper. Não por ser a mais poderosa (a palavra aqui era diversidade) mas, talvez, por seus poderes de rastreamento, capaz de localizar o inimigo em pleno espaço sideral. Como primeira missão ela é enviada para o futuro apocalíptico do herói Kamandi.

No futuro da Legião, a onda de antimatéria avança cada vez mais sem que eles possam nada fazer. Um dos legionários que primeiro tombam, corroído pela antimatéria, é o Psíquico, personagem que nem mesmo havia se tornado um legionário tão ativo assim e, talvez por isso, tenha sido escolhido para ser "apagado" da existência.

No final da quarta edição, as principais Terras são finalmente engolfadas pela antimatéria.

Continua?


Nenhum comentário: