terça-feira, 18 de maio de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 117


- Superboy 228 e 229 (Junho e Julho de 1977)
> No Brasil, publicadas nas revistas Superboy em Formatinho nº 7 (dezembro de 1977) e Superduplas nsº 1 e 2 (agosto e setembro de 1978), pela editora Ebal.


Histórias:

* "That a World Might Live... A Legionnaire Must Die" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por James Sherman

* "Hunt for a Hero-Killer" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por James Sherman


A morte de Químico.

Químico (ou Rei Químico traduzindo literalmente do original) foi um legionário criado para causar certa confusão. Afinal, seus poderes de alterar/absorver elementos químicos eram parecidos demais com outro legionário, o Transmutador. Tinha lá sua discreta diferença, mas ainda assim eram personagens com a mesma, digamos, função dentro do grupo. Sua morte, portanto, também pode ser vista como uma espécie de "faxina" no quadro de personagens da Legião dos Super-Heróis.

O herói encontra seu fim quando tenta absorver a radiação de um campo de força do vilão Deregon, governador da Austrália que incitava uma espécie de guerra civil em nome da organização terrorista Círculo Negro. O poder do campo de força é demais para o herói, que se exaure e morre. Deter o vilão, portanto, se torna uma questão pessoal para toda a Legião. Não se vingam na mesma moeda, mas o assustam o suficiente para que o mesmo caia em uma espécie de esgoto químico, o que dá um tom irônico a sua prisão.

Nenhum comentário: