domingo, 18 de abril de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 89


- Action Comics 389 (Junho de 1970)

Histórias:

* "The Mystery Legionnaire" - Escrita por Cary Bates, desenhada por Win Mortimer

A brincadeira aqui é descobrir quem entre os três legionários envolvidos (Cósmico, Violeta ou Químico) foi o responsável por decapitar o vilão. Calma! Não é uma história sanguinolenta como se possa pensar. Na verdade o vilão é um andróide que teve sua cabeça separada do corpo por um legionário, ao qual jurou vingança em seu retorno. Por outro lado, também não é uma história com uma resolução tão simples quanto se possa imaginar.

No futuro da Legião dos Super-Heróis, existe uma prisão que não precisa nem de portões nem de guardas. Ali estão os vilões que acabaram ficando inválidos em batalha, incapacitados até mesmo de fugir. O tédio do local faz com que um grupo desses vilões roube equipamentos e comece a montar um andróide virtualmente indestrutível, que ficou sendo conhecido como Klim.

Em sua primeira missão, Klim é interceptado por uma nave da Legião, repelido por magnetismo, congelado por alteração química e, finalmente, tendo sua cabeça separada do corpo. O leitor não fica sabendo quem o robô está vendo, mas este jura vingança contra quem olha, enquanto sua cabeça autômata foge sozinha.

Anos depois, os legionários envolvidos nessa missão ficam sabendo que o corpo sem cabeça de Klim escapou e está indo se encontrar com o vilão (ou com sua cabeça). Os três perseguem o corpo e encaram a cabeça falante que procura pelo legionário que o incapacitou. Mas, os três assumem que foram eles quem o derrotaram anteriormente. Cósmico o repeliu com magnetismo, Químico congelou seu corpo e Violeta, encolhendo seu corpo, pôde chegar perto o bastante do andróide para desparafusar sua cabeça.

Mesmo revelado o que aconteceu, o andróide insiste em dizer que nenhum dos legionários foi o responsável por seu estado. A conclusão é que, com sua mente robótica, o andróide (que não era tão perfeito assim) mesclou as imagens de Cósmico e Químico, pensando este ser um outro legionário (que nunca existiu).

E a Legião derrota o andróide criado por vilões entediados. Tão entediados que não se deram muito trabalho de caprichar em sua arma.

Nenhum comentário: