domingo, 18 de abril de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 88


- Action Comics 387 (Abril de 1970)
Histórias:
* "One Hero Too Many" - Escrita por E. Nelson Bridwell e Mort Weisinger, desenhada por Win Mortimer

Uma história de roteiro estranho. Ao invés de enfrentar um poderoso vilão, a Legião tem que enfrentar uma situação. E ela é enfrentada de forma muito peculiar.

Segundo as leis da Terra do século XXX, nenhum grupo privado pode ter mais que 25 membros. Se isso acontecer, esse grupo terá que pagar uma taxa extra de impostos. Levando-se em conta que a Legião agora conta com 26 membros, eles são postos na parede para expulsar um membro. Caso contrário, terão que não só pagar mais impostos daqui pra frente, como também terão que pagar os que não foram recolhidos no passado.

A situação, que já é absurda, não é enfrentada da forma que se imagina. Ao invés de se fazer drama em cima de uma situação onde um membro terá que ser afastado, há uma verdadeira avalanche de demissões por parte dos legionários, cada qual apresentando sua justificativa. Dessa forma vêmos Lobo Cinzento tentando sair por ser o "caçula do grupo". Vemos Saltador e Dama Dupla querendo sair por considerarem seus poders inúteis. Entre outras desculpas.

Há também uma forma de sortear algum membro para sair. Apesar do sorteio ser misteriosamente sabotado, Sonhadora é escolhida. Mas, com seus poderes de prever o futuro, a moça sabe que irá participar de uma missão daqui a seis meses. Portanto, é vital que fique para que o futuro não possa ser alterado e algo mais drástico aconteça.

Já no sorteio via computador, é Brainiac o escolhido (que ironia...). Mas, ninguém concorda que saia pois ele vem sendo muito útil ao grupo. Supermoça também deseja sair, mas isso implicaria na saída de seus dois mascotes, Faísca, o super-gato, e Cometa, o super-cavalo (que fazem parte da Legião dos Super-Animais).

Por fim, é Superboy quem decide sair, para se dedicar mais a sua verdadeira época e a cidade de Smallville. Isso marca um momento histórico editorialmente falando, pois se torna a última história do Superboy com a Legião na Era de Prata dos Quadrinhos.

Todos, afinal, aceitam a saída de Superboy e este ganha uma estátua de ouro em sua homenagem.

Nenhum comentário: