sábado, 20 de março de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 71


- Adventure Comics 371 e 372 (Agosto e Setembro de 1968)

Histórias:

* "The Colossal Failure" - Escrita por Jim Shooter e Mort Weisinger, desenhada por Jim Shooter e Curt Swan
* "School for Super-Villains" - Escrita por Jim Shooter e Mort Weisinger, desenhada por Jim Shooter e Curt Swan


Academia da Legião. A Volta do Lobo Cinzento. Chemical King.

Já faz um bom tempo que uma das principais atrações das aventuras da Legião dos Super-Heróis não acontece: a seleção de novos heróis para o grupo. Em alguns casos, inclusive, é até mesmo usado o método de inclusão por mérito, uma vez que o herói em potencial mostre seu valor em alguma ameaça enfrentada pelo grupo.

Curiosamente, a evolução dessas seleções seguiu seu rumo natural nas histórias seguintes. Isso não foi exatamente planejado pelo autores, mas casou perfeitamente com uma linha de raciocínio dentro da cronologia dos heróis. Afinal, durante muitos anos vários seres superpoderosos (ou não) passaram pelas famosas seleções. Muitos foram rejeitados (e, apesar de cruel. era a parte mais divertida do evento) e outros, apesar de não mostrados nessa opção, tinham lá seu potencial, mas precisavam de orientação ou treino para, finalmente, fazer parte do grupo. Uma espécie de "repescagem" de heróis. Por outro lado, era natural que os rejeitados pudessem ser abordados para fazer parte de outro grupo... que não precisava ser exatamente de... heróis.

Essa aventura começa quando os pais de Colossal (legionário capaz de aumentar o próprio tamanho e que, até então, não tinha lá tanto destaque) são transformados em vidro por dois meliantes. Para não destroçar os "pais de vidro", os bandidos exigem que Colossal revele todo o plano de treinamento de um legionário, para que pudessem aplicá-los em um outro grupo.

Acuado, Colossal começa a falhar de propósito em missões e seus colegas o recolocam para treinar na Academia da Legião, local onde recrutas são treinados antes de estarem aptos a agir com os membros oficiais. Mas a intenção de Colossal era justamente essa. Dentro da Academia, tem contato com o programa de treinamento legionário, para que possa passá-los aos seus chantagistas.

Mas a encenação de Colossal não passa despercebida pelo legionário Saltador, que decide investigar e descobre os programas de treinamento da Academia na residência de seu colega. O legionáirio, então, é expulso do grupo, não podendo se defender temendo pela vida de seus pais.

Mesmo assim, a Legião dos Super-Heróis, com a ajuda da legionária encolhedora Violeta, descobre o verdadeiro motivo do estranho comportamento de Colossal, e isso os leva ao líder da gangue de chantagistas: o vilão Tarik, o Mudo (chamado assim por realmente ser mudo e se comunicar através de uma espécie de elo mental com um andróide que sempre está ao seu lado... uma forma bizarra de ventriloquismo). Descobrem também que Tarik está usando o programa de treinamento para formar uma espécie de Legião dos Super-Vilões (diferente daquela formada por adultos e que já enfrentou os legionários) formada por superpoderosos que foram rejeitados pela Legião dos Super-Heróis.

Alguns integrantes se disfarçam de criminosos para infiltrar-se no grupo e desmantelá-lo, libertando os pais de Colossal e, consequentemente, desfazendo o mal entendido com o colega. Nessa missão em especial, são utilizados os heróis Lobo Cinzento (sumido desde sua primeira aparição, aparentemente sendo treinado na Academia) e Chemical King, um personagem que seria frequente e, ao mesmo tempo, obscuro dentro do grupo.


Nenhum comentário: