terça-feira, 26 de janeiro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 40

- Adventure Comics 332 (Maio de 1965)

Histórias:

* "The Super-Moby Dick Of Space" - Escrita por Edmond Hamilton e desenhadas por John Forte

Relâmpago, o azarado.

Chega a ser engraçado como o legionário Relâmpago sofre a piores consequências dentro do grupo. Foi o primeiro legionário a morrer em combate, mas nem o "descanso eterno" durou tanto para mantê-lo longe de encrencas. Logo, ele foi ressucitado e tudo ia bem... até agora. Dessa vez, Relâmpago não morreu, mas sofreu uma gravíssima mutilação que marcaria o personagem nas histórias futuras.

Imaginem uma história futurista, com planetas alienígenas e naves espaciais, apresentando uma versão de Moby Dick. Tudo bem, baleias no espaço seria absurdo demais... então o jeito era transpor apenas a essência da obra de Herman Melville para os quadrinhos, certo? É... certo... Mas o escritor Edmond Hamilton preferiu seguir pelo caminho do "absurdo demais", ou seja, voltemos a idéia de uma baleia no espaço.

A Moby Dick...ou melhor dizendo... a Super-Moby Dick Espacial (lembrando os filmes antigos de monstros) era uma criatura com o formato de baleia e asas que lembravam um morcego. Ah, sim e voava pelo espaço normalmente. Alimentava-se de minérios e atacava naves espaciais para devorar suas cargas. Relâmpago é o primeiro herói a tentar atacar o monstrengo, mas não imaginava como o corpo dele reagiria ao receber uma descarga de seus raios. É então que o herói recebe uma forte descarga em seu braço, que fica dolorido, piora, gangrena... e precisa ser amputado, acabando por receber uma prótese mecânica como lembrança da malfadada aventura.

Até aqui a tragédia segue a risca a fonte literária, mostrando Relâmpago obcecado em se vingar, tal qual o Capitão Ahab da obra de Melville. Essa obsessão começa a preocupar os outros legionários e também vai contra a constituição do grupo, que rege que a vida é sagrada e não deve ser tirada de forma alguma... independente da criatura que os ameace. Nem mesmo Superboy é capaz de agir, pois a criatura comeu kriptonita o suficiente para afetá-lo.

Após várias tentativas de capturar o monstro, a Legião finalmente vê Relâmpago chegar perto dele... e disparar um raio diretamente de seu braço mecânico. Supresos, eles, que esperavam a morte certa da baleia, veem ela diminuir de tamanho. Acontece que o braço mecânico do herói foi incrementado com raios positivos pelo mesmo cientista responsável pelo crescimento do animal.

Mas Relâmpago não esqueceria dessa aventura tão cedo. E ficaria marcado de forma pouco discreta durante as próximas aventuras.


Nenhum comentário: